ACESSE

O ‘juiz natural’ do PSDB

Telegram

Ficará com o ministro Gilmar Mendes a reclamação feita pelo Senado ao STF contra as operações envolvendo o senador José Serra.

Durante o recesso do Supremo, Dias Toffoli, como publicamos, suspendeu as investigações sobre o tucano nas justiças eleitoral e federal, acolhendo o argumento de que somente a corte poderia autorizar buscas no gabinete do senador.

Agora, caberá a Gilmar, relator do caso, decidir se anula a ação autorizada por juízes de primeira instância ou, até mesmo, toda a operação feita pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal.

Diz a Crusoé:

“A distribuição de casos envolvendo políticos e pessoas ligadas ao PSDB para o gabinete de Gilmar não é novidade. Embora na maioria dos casos ela ocorra por meio de sorteio, o ministro que foi nomeado para o STF pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso em 2002 também recebe muitos processos envolvendo tucanos em razão do instituto da prevenção — quando um caso novo guarda relação com outro mais antigo. Isso o torna, curiosamente, uma espécie de ‘juiz natural’ de muitos casos relacionados ao partido que chegam à corte.”

Leia a íntegra aqui.

Leia mais: Combo O Antagonista e Crusoé: comece a ler por apenas R$ 1,90/mês

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 78 comentários