O limite da hipocrisia

A Câmara derrubou mais cedo a proibição de doações de empresas a partidos políticos que havia sido aprovada no Senado na semana passada. O texto do deputado Rodrigo Maia, filho do Cesar, estabelece um teto de R$ 20 milhões por empresa. Isso não é limite, é uma fortuna.

O Antagonista repete aqui as palavras de Joaquim Barbosa, que parecem ter ecoado no vazio: “Por que num país com tanta miséria, onde os salários são tão baixos, empresas encontram meios de doar bilhões a políticos e a partidos?”

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200