Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

O lobby mineiro pelo Noronhão

Aprovação da proposta contou com o apoio fundamental de parlamentares mineiros, como Antonio Anastasia, Rodrigo Pacheco e Fábio Ramalho
O lobby mineiro pelo Noronhão
Foto: Pedro França/Agência Senado

Como registramos, o plenário do Senado aprovou ontem a criação do Tribunal Regional Federal da 6ª Região, com sede em Belo Horizonte (MG).

O empenho do ministro João Otávio de Noronha na aprovação do projeto fez com que o tribunal ganhasse, mesmo antes de ser erguido, a alcunha de “Noronhão”. Mas poderia ser também o Pachecão, o Ramalhão ou Anastasião.

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM), garantiu celeridade na tramitação da proposta, aprovada ontem mesmo na CCJ e levada a plenário, em votação simbólica. O relator foi o senador Antonio Anastasia (PSD), que naturalmente deu parecer favorável. Na Câmara, o mesmo aconteceu quando Fábio Ramalho (MDB) referendou a proposta.

Outros tantos também ajudaram. Como lembra a Folha, em maio de 2020, a Justiça Federal em Minas Gerais distribuiu comendas a 17 pessoas envolvidas no apoio ao TRF-6.

Mais notícias
TOPO