Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

O malabarismo de Bolsonaro para explicar gastos do cartão corporativo

O presidente tem dito que usa o cartão para bancar hospedagens em hotéis de trânsito e para comprar ração para as emas do Palácio da Alvorada
O malabarismo de Bolsonaro para explicar gastos do cartão corporativo
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Jair Bolsonaro (foto) deu início a uma campanha para construir um discurso que explique o aumento de 70% nos gastos do cartão corporativo, em comparação com 2018, diz O Globo.

Como mostramos, o presidente tem gravado vídeos nos hotéis de trânsito em que tem se hospedado no Brasil para exibir a simplicidade dos quartos e, nas gravações, justifica que os pernoites são pagos com o tal cartão.

Na semana passada, na porta do Palácio da Alvorada, Bolsonaro tentou colar o aumento dos gastos à compra de ração para emas.

De acordo com o Portal da Transparência, já foram gastos R$ 15,2 milhões em 2021 ante R$ 8,9 milhões que o mesmo período de 2018, no último ano de gestão de Michel Temer. Em 2015, com Dilma Rousseff, o gasto foi de R$ 12 milhões.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....