O maldito foro privilegiado

A Veja.com destaca que “O juiz Sérgio Moro autorizou o compartilhamento com o grupo de trabalho da Polícia Federal responsável pelos inquéritos da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal das informações presentes nos celulares do empreiteiro Marcelo Bahia Odebrecht – preso desde 19 de junho de 2015”.

E ainda:

“A força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, ao se manifestar para o juiz Sérgio Moro sobre o compartilhamento material, apontou que ‘não há como negar a relação entre os fatos apurados perante este juízo e perante o Supremo Tribunal Federal’.”

É impressionante que essas informações, com políticos implicados, ainda não tenham sido compartilhadas.

Maldito foro privilegiado.

Faça o primeiro comentário