O melhor cenário para a economia

Para a Eurasia, o melhor cenário para a economia é aquele em que Lula se candidata e é derrotado por João Doria.

“Em todos esses cenários, há uma chance de um novo nome ser catapultado pela ira do eleitor. Mas, se Lula estiver concorrendo, é mais provável que haja um segundo turno entre Lula e Doria, no qual seria muito provável que o tucano ganhasse.”

Caso Lula seja afastado da disputa, a Eurasia teme Joaquim Barbosa.

Renan promete a reforma da Previdência — e barrar os planos de Sergio Moro. Leia aqui

Temas relacionados:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. emanuel disse:

    pesquisas fraudulentas só dá lula e dória resumindo pesquisas inventadas para colocarem quem eles querem não nos induzindo o povo a votar errado

Ler comentários
  1. comnovonome disse:

    Para a Eurasia e todos os países, exceto o Brasil, é bom nada mudar e manterem a porteira desse enorme quintal escancarada, onde todos entram se abastecem e saem sem serem interpelados. Por isso "almo fadinha", é o preferido entre os colonizadores. O velho fantasiado de novo...

  2. Cicero Duarte disse:

    Difícil entender como a Eurasia ignora Bolsonaro nesse processo!

  3. Tete disse:

    J9aquim Barbosa seria uma Dilma com mais honestidade e mais preparo intelectual. E mais sangue quente. Ia brigar todo dia com o Legislativo e Judiciário. Mas ia quebrar o país de novo.

  4. Mudei disse:

    Joaquim Barbosa, se acovardou no Supremo e vai se acovardar à frente qual seja a instituição. Essa é sua doença, covardia.

  5. Luiz Filipe disse:

    É impressionante como não poem o Bolsonaro nessas "pesquisas", sabem que ele é o mais provável a ganhar as eleições em 2018!

  6. Nao acredito disse:

    Cara, muito ruim essas pesquisas da Eurasia! Completamente suspeita, não acredito em mais nada de pesquisas. Como Lularapio pode ir pro segundo turno com o cara lider em rejeição? Foi e está sendo um fiasco a visita e campanha eleitoral dele no nordeste! Difícil de acreditar nessas pesquisas, no mínimo tendenciosas!

  7. Ana disse:

    VAI DAR BOLSONARO!!! NÃO QUEREMOS NINGUÉM DA MALDITA ESQUERDA!!!

  8. comnovonome disse:

    Para a Eurasia e todos os países, exceto o Brasil, é bom nada mudar e manterem a porteira desse enorme quintal escancarada, onde todos entram se abastecem e saem sem serem interpelados. Por isso "almo fadinha" é o preferido entre os colonizadores. O velho fantasiado de novo...

  9. comnovonome disse:

    Isso só comprova o que venho dizendo a muito tempo: Pesquisa só serve para impingir mentiras e conduzir idiotas…

  10. socialista fabiano disse:

    Esta tal Eurásia deve entender de Europa e Ásia e olhe lá. Me recordo muito bem que durante o desastre do governo Dilma quando qq pessoa de bom senso antevia que o poste iria cair por não possuir a menor condição de governar, esta Eurásia dizia que a possibilidade de impeachment era de 40 %. Eu dei rizada e falei que seria de 400%. Vá pastar Eurásia Doriana ! Vão ter que engolir BOLSONARO 2018 !!!!! Brasil acima de tudo ! Deus acima de todos !!!!

  11. Gustavo Leite disse:

    Tem certeza que o nome deles é Eurásia e não Eutanásia?

  12. Nani napoli disse:

    Kkkkkk ñ adianta k vcs ñ apagam o JAIR BOLSONARO. Se é k tem cabeça, onde anda a da tal de "eurasia"?????

  13. Barbosa disse:

    O melhor cenário para o Brasil seria aquele em que Lula e Dória perdessem. Ambos representam o que há de pior na política brasileira, cada um a sua maneira.

  14. Mário Fernando disse:

    Dória X lula acaba no primeiro turno, sem o sapo barbudo.

  15. audalio disse:

    com todo o meu respeito aos híper bajuladores do Dória, porém quem elege um candidato não são vocês que representa a minoria elitista, e sim a população pobre que tem a inteligência e sabedoria de negar voto ao fascista Dória, vocês não tentem subestimar a população pobre, Dória representa a mais perversa exclusão social.

  16. Hitler tava certo disse:

    O melhor cenário é demitir os judeus do BC.