Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

O mercado aposta em Eduardo Leite

As pesquisas encomendadas pelos bancos mostram que o governador gaúcho é o favorito para tomar a vaga de Bolsonaro em 2022
O mercado aposta em Eduardo Leite
Reprodução/Eduardo Leite/Twitter

O mercado financeiro aposta num nome da terceira via para derrotar Lula no segundo turno.

“Altos executivos de instituições financeiras pensam que ainda é cedo para se considerar o quadro fechado, a 14 meses da eleição”, diz o Valor.

“A opção mais conhecida do eleitorado para a terceira via, o ex-juiz Sergio Moro, sequer tem filiação partidária e sua presença nas urnas é incerta. O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, não sinalizou se deseja disputar o pleito e é desconhecido pelo eleitorado nacional. O PSDB está dividido e só deve escolher um candidato depois das prévias que ocorrem em novembro. Luiz Henrique Mandetta e José Luiz Datena não são vistos ainda como opções reais. E Ciro Gomes não é visto como uma opção de centro palatável.

É dentro do PSDB que reside a maior aposta de uma parte dos agentes do mercado. O nome do governador Eduardo Leite foi amplamente mencionado. Mas, para se lançar, ele precisará vencer o governador paulista João Doria (…).

As pesquisas consumidas com avidez pelas instituições financeiras mostram Jair Bolsonaro em declínio e Lula em ascensão, o que indica que é a vaga de Bolsonaro no segundo turno que pode ser almejada. A de Lula estaria assegurada.”

Nada difere muito do resultado da pesquisa da XP, que publicamos há alguns dias:

“Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul, é o candidato da terceira via com mais chances de bater Lula e Jair Bolsonaro nas eleições de 2022, segundo pesquisa da XP Investimentos obtida por O Antagonista.

O levantamento foi feito com 75 investidores institucionais entre os dias 2 e 3 de agosto.

Leite foi o escolhido por 45% dos investidores, seguido de Sergio Moro (20%) e João Doria (12%). Outros candidatos ficaram abaixo dos 10%.

A terceira via, porém, teria apenas 17% de chances de vitória. Lula segue como favorito com 45% e Jair Bolsonaro teria 39% de chances de vencer, segundo os entrevistados.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO