O mistério da delação de Pessoa

Gilmar Mendes também questionou a delação de Ricardo Pessoa, que é de conhecimento do PGR. “Nós não sabemos do verdadeiro teor da delação. O procurador-gera tem dele pleno conhecimento. Espera-se que o conteúdo de tal documento conforte as conclusões da decisão de arquivamento”.

Pessoa, segundo versão vazada à imprensa, disse em delação que os R$ 7,5 milhões doados para a campanha de Dilma foram desviados de contratos com a Petrobras.

Faça o primeiro comentário