O motoboy tucano

Geraldo Alckmin, em seu programa de TV, prometeu transformar o Pará em São Paulo.

Ele aparece entregando um bolo a uma paraense tratada em hospitais paulistas.

O tucano já pode se candidatar a motoboy.

O FIM DOS AMIGOS DA ONÇA NO PLANALTO. LEIA AQUI

Temas relacionados:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 24 comentários
  1. Alguém reparou que onde ele vai, o público é só de gente uniformizada segurando bandeiras? Não tem nada de povo, espontâneo! Nos eventos de Bolsonaro, a participação popular é impressionante!

  2. Ah!, é? E como o Pará vai recuperar 100 anos de empreendedorismo, trabalho, estudo, poupança e civilidade dos paulistas? Foi isso que fez a pujança de São Paulo, não benesses de políticos…

  3. nossa! dei um fora! corri arrumar. Eu tinha visto apenas ele o bolo e não ouvi o q falavam(estava longe da tv); mesmo assim continuo com a impressão de político fingidoquerendovoto desculpas a moça

  4. Se os políticos soubessem como ficam ridículos protagonizando estas cenas que se repetem a cada 2 anos…beijar criancinhas, tomar café em balcão, até comer buchada de bode?!?!?

    1. Eles sabem do ridículo e não se importam. Faz parte do ofício. Tem de ter muito estômago, ou não ter nenhum, ficar se esfregando no populacho. Temos de admitir: são pequenos, mas são corajosos! Niiii!

  5. Irá inchar as estatais com seus comissionados vagabundos como fez em SP. Sai fora Dr. Geraldo, seu tempo já passou, novas lideranças fora do psdb, pt, pp, pr, vagabundos do psol, pcb e assim vai…

  6. Alckmin no seu programa eleitoral criticou os governos federais anteriores pela gestão na saúde do país, ou seja, o PT, PMDB e PSDB… E ainda deu bolo de açaí para a moça que gosta do açaí salgado…

    1. E libanês, alemão, polonês, chinês, coreano, lituano, judeu, espanhol, ucraniano, húngaro, português, armênio, angolano, etc., etc., etc….