Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

O Mourão de Lira

O presidente da Câmara e seu vice, Marcelo Ramos, jogam em posições diferentes; a relação entre ambos é um sintoma do racha no Centrão bolsonarista
O Mourão de Lira
Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

O Centrão bolsonarista rachou, diz a Crusoé, como registramos.

Há um ponto interessante nesse desentendimento: a relação entre Arthur Lira (PP), presidente da Câmara, e Marcelo Ramos (PL), o vice.

Os dois não vão admitir publicamente, mas nos bastidores um fala mal do outro.

Embora se unam quando o assunto é de interesse de ambos, Lira e Ramos jogam em posições diferentes na Câmara.

Lira, por exemplo, promete fidelidade a todo custo (e o custo é alto) ao Palácio do Planalto. Ramos, cuja proximidade com a imprensa desagrada a Lira, já disse que poderia abrir processo de impeachment de Bolsonaro em caso de afastamento do presidente da Câmara.

Nos corredores, Ramos já ganhou o apelido de “o Mourão do Lira”

Mais notícias
TOPO