ACESSE

"O movimento tem advogado, tem o pessoal da manutenção"

Telegram

Ricardo Luciano, coordenador do Movimento Luta por Moradia Digna (LMD) — outro movimento que comandava a invasão do prédio que desabou em São Paulo –, disse à CBN que a “taxa de manutenção” cobrada das famílias era “para limpeza, energia, água, essas coisas”.

Ele acrescentou:

“O movimento tem advogado, tem o pessoal da manutenção, que cuida disso tudo.”

Segundo ele, a taxa era de 80 reais por mês, como registramos mais cedo.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 78 comentários