Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

O "neo-outsider" Eduardo Paes

Vice-presidente para América Latina (exceto Brasil) da BYD, empresa chinesa fabricante de veículos elétricos, Eduardo Paes sofre pressão da família para ficar na iniciativa privada, onde ganha quase seis vezes mais do que como governador, mas a candidatura do ex-prefeito do Rio de Janeiro ao governo do estado pelo DEM já é dada como certa no meio político, registra a Folha.

Apesar da intensa agenda eleitoral, Paes tem privilegiado em suas redes sociais fotos com a família, suas obras como prefeito e suas atividades como executivo.

Segundo o jornal, há quem veja na iniciativa uma forma de ele se apresentar como um político que não depende da política para viver, um “neo-outsider”.

“Não queria ficar dependendo de cargo público, de pedir função em governo. Depois de tantos anos exercendo cargo público acabei indo para a iniciativa privada”, disse Paes em vídeo.

O adiamento do anúncio da candidatura é visto como uma forma de reduzir os ataques de adversários.

Ninguém ganha de Romário

Notícias relacionadas:
Em destaque:BYDEduardo PaesMDB
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO