O neolulismo e a carta do Dia Mundial da Saúde

O neolulismo e a carta do Dia Mundial da Saúde
Reprodução/Lula/YouTube

O golpe do neolulismo está em curso (leia mais aqui).

O ex-presidiário, animado com sua volta à cena política, divulgou uma carta hoje, considerado Dia Mundial da Saúde.

“Infelizmente, nosso país é considerado hoje uma ameaça global, pela circulação descontrolada do vírus e o surgimento de novas mutações. É preciso que se diga que essa ameaça ao planeta tem nome e sobrenome: Jair Bolsonaro, um presidente da República que nega sistematicamente a ciência e que faz pouco caso do sofrimento do povo que jurou defender”, disse ele, que anda sendo chamado pela imprensa amiga de “estadista”.

Lula, que agora tentam nos fazer crer que nunca foi chefe de uma organização criminosa, escreveu também que sugeriu a líderes mundiais “a convocação de uma reunião de emergência do G-20, com o objetivo de encontrar mecanismos para que as vacinas estejam ao alcance de toda a humanidade”.

Leia mais: O furo de reportagem de O Antagonista sobre a mansão comprada por Flávio Bolsonaro em Brasília é dissecado na edição desta semana da Crusoé
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO