O nome disso é terrorismo, senhores

Desde a semana passada, Santa Catarina está sob ataque de bandidos.

Eles atacam delegacias, casas de policiais e sedes de órgãos governamentais, em 20 cidades do estado.

Os jornais chamam isso de “onda de violência”.

O nome disso é terrorismo, senhores.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;

Ler 23 comentários
  1. Em 1994 me mudei de SP para Florianopolis para fazer minha graduação na UFSC. Os habitantes da cidade diziam com orgulho que la não havia crime, pois ao sinal da menor ocorrência o criminoso seria pego, bastava fechar o acesso ao continente pela ponte. Pude viver essa segurança durante os 4 anos que lá vivi. Florianópolis era realmente muito segura. É com muito pesar que vejo um estado de gente trabalhadora e educada ser invadida por uma horda da pior espécie. Só posso desejar que o povo de lá se una e mostre sua força, exigindo que a Segurança Pública funcione efetivamente e Justiça haja com todo o rigor da lei. Força SC, você é o estado mais lindo desse país, não esmoreça diante do crime.

  2. Governador fraco muito fraco , péssimo , SC ESTÁ A DERIVA COM ESTE GOVERNADOR COLOMBO LAVAJATO . É UM INÚTIL , NÃO SABE FAZER NADA SÓ SABE LAMENTAR IGUAL UM BEBÊ CHORÃO. OS RADARES QUE O ” chorão ” comprou nunca funcionaram.

  3. O Brasil todo precisa adotar o sistema da “Tolerância Zero”, e isso inclui Santa Catarina, que até 2012 jamais havia passado por esse tipo de agenda terrorista. É chegada a hora de tratar o certo como certo, e o errado como errado. Choque de realidade para que a população pare de cair na lorota esquerdista de que a valorosa Polícia Militar é a culpa de todos os ocorridos. É preciso abraçar o discurso da ordem e da vigilância compartilhada, onde os órgãos de segurança pública, governo e sociedade civil construam, de fato, soluções que garantam a paz. Precisamos barrar esse problema de segurança e de educação – são os principais problemas atuais, e as verdadeiras prioridades. Não engulam discurso politiqueiro que não toque nesses temas e que não tragam propostas possíveis a respeito desses temas. O demais é perfumaria, pois pra todo o restante, que também importa, é preciso que o povo esteja ao menos vivo e que esse seja minimamente educado.

  4. Com promotores comunistas e psicopatas como Ivan Marx, os senhores querem o que?. Depois vem os analista políticos babacas politicamente corretos dizer que isso é uma questão de exclusão! Pode?, claro que pode!.
    Mão de ferro…Bolsonaro neles, NÃO SÓ NOS BANDIDOS MAS TEMBÉM NOS CRIMINOSOS DA JUSTIÇA.

  5. Pois é! Quando a midia vai cair em si e chamar as coisas pelo que realmente são? Quando sanitizarem as redações, removendo a corja petista comunista que está empregada lá! Demitam essa cambada e contratem jornallistas de verdade.

  6. É o brasileiro e o seu ja manjadissimo e conhecidissimo pensamento magico, que se resume a achar que tudo o que acontece pelo mundo afora tem um nome diferente quando chega no Brasil. É o nosso eterno complexo de negação. Nao foi de graça chegar onde chegamos.

    1. Parabéns pela resposta merecida aos terroristas esquerdistas que estavam arranjando outra maneira de financiar o projeto de poder petista.

  7. Em um país onde corrupto, bandido, traficante e ladrão tem o aval para fazer o que bem entender, é o exemplo que serve de base para o crime organizado. Enquanto um policial tem um revólver velho e enferrujado e, na maioria dos casos evita de usá-lo para não se comprometer juridicamente diante das “beldades” do crime, a sociedade já dilapidada pelos escorchantes impostos vai pagando o pato. E, nostalgicamente lembrando, que saudade do tempo dos Milicos. Os “bombons” de fogo faziam um bem…