O notebook de 4,8 milhões de reais

Andréia Sadi, da GloboNews, disse que o TSE recebeu novos documentos sobre uma empresa contratada pela campanha de Dilma Rousseff.

Trata-se da DCO, revelada por O Antagonista.

Os documentos enviados na segunda-feira pela secretaria de Finanças de Uberlândia mostram que:

1 – A empresa não tem alvará de funcionamento.

2 – Tem apenas 1 notebook.

3 – Tem 3 funcionários não registrados.

Releia o que já publicamos aqui sobre a DCO:


Se você, assim como o antagonista veneziano, passou o dia esquadrinhando as contas de Dilma Rousseff, aqui vai uma atualização de nossas apurações.

A DCO, que recebeu 4,8 milhões de reais da campanha petista, foi contratada às vésperas do segundo turno para enviar mensagens eletrônicas, como mostra a nota fiscal disponível no site do TSE:

A guerrilha virtual não é uma especialidade da DCO. De fato, o cadastro da empresa diz que sua atividade econômica principal é o conserto de computadores:

Já reproduzimos ontem a imagem da sede da empresa, mas vale a pena reproduzi-la novamente, porque é claro que se trata de uma sede fantasma:

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200