O 'novo' governador do DF quer ser presidente

O advogado Ibaneis Rocha (MDB), governador eleito do Distrito Federal, está animado. Ao montar sua equipe, tem deixado escapar para os mais próximos que sonha em ser presidente do Brasil.

Ibaneis, que derrotou no segundo turno o atual governador, Rodrigo Rollemberg, é aquele que se apresenta como o “novo” na política, mas só está onde está graças às articulações de seu padrinho político Tadeu Filippelli, investigado e preso no âmbito do processo que investiga fraudes na construção do Mané Garrincha.

Ibaneis também escalou para o seu secretariado, por exemplo, o ex-ministro de Michel Temer José Sarney Filho (Meio Ambiente), que havia sido chutado pelos maranhenses nas urnas; e Wellington Moraes (Comunicação), preso na Operação Caixa Pandora, que investigou o chamado mensalão do DEM, que culminou na prisão do então governador José Roberto Arruda, de quem Moraes foi igualmente secretário.

Piauiense, Ibaneis já disse que tem como modelo na política o governador reeleito de seu estado natal, o petista Wellington Dias.

Mais lidas
  1. PDT acusa Bolsonaro de peculato por compra de leite condensado

  2. O Pazuello da Economia

  3. A curva é apavorante

  4. "A esquerda sabe a verdade"

  5. Deputados vão ao TCU para que Bolsonaro explique gastos com comida

Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 50 comentários
TOPO