O outro codinome do doleiro de Geddel

O Antagonista soube que o doleiro Francisco Araújo Júnior, o Jubra, também usava o codinome Pernalonga.

Júnior era uma espécie de office-boy da propina do MDB e foi responsável pela entrega de R$ 1 milhão a Geddel Vieira Lima, conforme delação de Lúcio Funaro.

O dinheiro foi recolhido por Júnior no escritório de José Yunes, em São Paulo, e entregue em Brasília.

Canta, passarinho!

PF prendeu ‘office-boy’ da propina do MDB

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 6 comentários