O passado não condena

Os delatores da Odebrecht tiveram de relatar também os repasses de propina realizados durante o mandato de Fernando Henrique Cardoso.

Como disse Lauro Jardim, os crimes já estão prescritos. E as denúncias nem serão apresentadas.

Mas a PGR faz questão de demonstrar que não persegue apenas o PT – embora o petrolão seja do PT.

Faça o primeiro comentário