O patrocínio da Beija-Flor e os enredos petistas

Bons tempos aqueles em que escola de samba carioca era financiada por bicheiro. Hoje, ou é pela Lei Rouanet, ou:

a) por um ditador sanguinário e extravagante de um país africano miserável

b) por “financiadores culturais” de um país africano miserável comandado por um ditador sanguinário e extravagante

c) por construtoras brasileiras que atuam num país africano miserável comandado por um ditador sanguinário e extravagante

d) todas as alternativas anteriores

Para explicar o desfile de 10 milhões de reais da campeã carioca deste ano, que homenageou a Guiné Equatorial, um país africano miserável comandado por um ditador sanguinário e extravagante, o jornal Globo forneceu a alternativa “a”; o embaixador da Guiné Equatorial deu a alternativa “b”; o carnavalesco Fran Sergio apareceu com a alternativa “c”.

Como esse enredo da Beija-Flor assemelha-se às narrativas do PT para os escândalos dos governos Lula e Dilma, O Antagonista crava a alternativa “d”, na falta — mas não inexistência — de outras. Tem mais de um caroço nesse angu.

O ditador Tonga da Mironga do Kabuletê

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200