O pay-per-view secreto de Bolsonaro

Fábio Wajngarten, secretário de Comunicação da Presidência, decidiu não detalhar quais são os canais pay-per-view e filmes extras contratados pelo Planalto por meio as empresas de TV por assinatura.

A Crusoé pediu informações à Presidência sobre os serviços adicionais. Em resposta a um primeiro pedido, a Secom disse que precisava de mais tempo para a “análise de classificação de sigilo da informação solicitada”.

Depois, a secretaria decidiu informar que “os serviços adicionais contratados dizem respeito ao conteúdos avulsos (pay-per-view) e pacotes de canais à la carte”, sem esclarecer, no entanto, quais seriam esses adicionais.

Leia aqui.

Leia mais: Combo Crusoé e O Antagonista+: comece a ler por apenas R$ 1,90
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 137 comentários
TOPO