“O perfil de quem mata é parecido com o perfil de quem morre”

Este foi o consenso entre a maioria dos especialistas ouvidos pelo G1 sobre os homicídios no Brasil.

“Em geral, apontam, são homens negros de baixa renda, com baixa escolaridade, com até 29 anos, e moradores da periferia – especialmente locais onde o Estado é ausente e não atua com políticas públicas.

Os especialistas afirmam ainda que as mortes costumam ter alguma relação com o tráfico de drogas. Para eles, o aumento no número de crimes violentos está ligado ao fortalecimento e às brigas de facções criminosas.”

Finalmente, os especialistas reconheceram que há negros que morrem, mas também há negros que matam.

Esta última parte é geralmente omitida por demagogos que tentam transformar em questão racial o problema dos homicídios – o maior do país –, que atinge brasileiros de todas as cores.

Mais de 3 mil assassinatos em fevereiro no Brasil

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. o cappo lula e os bolsonaristas certamente odeiam a mídia:

    todo bolsonarista é otário demais, pois odeiam tal qual o cappo lula, a mídia e a Globo.

Ler mais 58 comentários
  1. o cappo lula e os bolsonaristas certamente odeiam a mídia:

    todo bolsonarista é otário demais, pois odeiam tal qual o cappo lula, a mídia e a Globo.

  2. “Em geral, apontam, são homens negros de baixa renda, com baixa escolaridade, com até 29 anos, e moradores da periferia – especialmente locais onde o Estado é ausente e não atua com políticas públicas.”

    Isso tudo aí acima para não dizer claramente que os que matam e morrem “são jovens negros pobres semianalfabetos moradores de favelas”? Enrolou para dar nome aos bois…

  3. Branca leite, tenho no dna, negros, índios, amarelos, caucasianos, morenos, louros, russos,italianos, portugueses, espanhóis e mouros. Prefiro e acho justo que assim seja, me definir como um ser humano. Estas pautas e pesquisas, só denotam que um ” segmento” muito comprometido com as pautas falsas de esquerda de algum antro sociológico financiado por ongs estrangeiras com agenda globalismo querem a toda força enfiar goela abaixo como alguma representatividade. Não há. Quer aparecer? pendurem uma melancia no pescoço. Quer crescer? estude e trabalhe. Mas seja Honesto. Não vejo determinados e queridos repórteres, atores, juristas, escritores negros terem recebido desta classe de racismo as avessas para serem financiados em seu crescimento pessoal.

  4. Hoje, domingo, foi sepultado mais um policial assassinado no ERJ, com trinta tiros, ao parar seu veículo num sinal de trânsito, em Niterói. Diogo Alcântara tinha 34 anos, era cabo da PM e deixou um filho pequeno órfão. A orfandade não tem cor…

  5. Embora minha ascendência seja d brancos europeus, minha família já está na terceira geração d brasileiros natos, o q me brindou c familiares miscigenados d “pretos”, “vermelhos” e “amarelos”. Só não somos 1 família arco-íris pq ainda não encontramos ninguém azul p misturar. Querer separar 1 população miscigenada como a brasileira pela cor da pele é coisa d gente retrógrada e energúmena.

  6. Agora q finalmente constataram essa obviedade, voltem aos estudos e constatem outra: a maioria dos policiais q morrem e matam é formada por negros. Ou qdo se trata d policial o pardo é contabilizado como branco?

  7. Não seriam os caucasianos de olhos azuis , asiáticos ou hindus os que mais matam (e morrem!) em terras tupiniquins, sabedores que somos ter sido esse lugar amplamente colonizado por esses povos?

  8. Primeira aposta: na África também mais negros são assassinados que outras raças. E também são os que mais matam.
    Segunda aposta: Em países asiáticos mais gente com fenótipo de “olhos estreitos” morrem e são mortas.
    Terceira: aposto também que no Irque, Iran e Egito mais pessoas da religião muçulmana matam e morrem.

    Foi preciso um estudo muito trabalhoso para que arriscasse esses palpites, viu?

  9. Não precisa ser especialista para constatar o óbvio.
    Ao contrário de algumas outras cidades, no Rio de Janeiro não são somentes os moradores da periferia que se envolvem em crimes contra cidadãos de bem.
    Aqui no Rio os assassinos podem ser vizinhos de pessoas que nunca se envolveram com a criminalidade, morando numa das inúmeras favelas dominadas pelo tráfico.
    Essa proximidade entre as favelas e o asfalto é que faz do Rio o local mais perigoso para se viver.

  10. Quanto estudaram os especialistas para chegar a esta brilhante conclusão?
    Eu vejo isso todos os dias e não vale nada e não acontece nada.
    Vejamos se os especialistas tem o poder de mudar alguma coisa.

  11. Ei especialistas de p…. nenhuma! O caras que matam as pessoas e as pessoas que são mortas pela repaziada são todos … pessoas. A pessoa que morreu estava viva, rapaz. A pessoa que foi assassinada está morta, rapaz. Entenderam especialistas de m…. ou é preciso desenhar, especialistas de p…. nenhuma?

  12. Preocupa bem mais é o perfil destes ” especialistas”. Quem lhes dá autoridade de especialistas? especialistas em que? Por que? quem encomendou esta pesquisa? por que” encomendou”? “quem” está “pagando” aos “especialistas” para uma pesquisa. Por que o G1 foi ouvir tais especialistas que ainda que explanem alguma seriedade, demonstram que não foram ao FULCRO do problema que é a total permissão ao narcotráfico aliado do comunismo, de agir livremente, cooptando negros, brancos , amarelos, vermelhos, roxos, azuis, tudo gente empobrecida pelos roubos estaduais e federativos em uma geração que viu o comunismo se alçar como defensor de pobres e oprimidos, (30 anos de atraso comunista, uma geração) e multiplicou de propósito esta situação como engenharia social para a perpetuação no poder

  13. E se em vez de usarem o termo “negros” forem coerentes e mais de acordo com a verdade, usarão o termo “brasileiros” pois a miscigenação de nosso povo produziu uma grande maioria de pardos. É o ponto de partida para quebrar o paradigma da forçação de barra que insiste na mentira de que negros são mais sujeitos à vitimização e ao crime. Quem é mais sujeito a praticar crimes são vagabundos e quem é mais sujeito à vitimização é quem se envolve ou está perto de vagabundos e nas regiões que vagabundos escolhem para praticar crimes. É tão extenso e complexo este último fato que somente a polícia pode informar de maneira mais aproximada as razões para cada caso. Nada de teorias esdrúxulas de fome, falta de educação etc. pois não teríamos os maiores criminosos na política.

  14. Cumpre dizer que esse conceito de “negro” parido pela sociologia esquerdista nada tem haver com etnia, na África não existem “negros”, cada etnia tem um nome, língua, cultura, religião, dividem apenas o continente. Negro para a esquerda é o “não branco aparente”, vale dizer, qualquer pessoa que não tenha pele ao estilo escandinavo pode ser classificada como negra pela esquerda, bastando para isso, ser pobre, favelada, em estado de óbito e servindo a seus interesses sempre escusos e imundos.

    Se até o número 700004553820 foi chamado de negro na “obra prima” bancada com dinheiro público, por ai vocês imaginam.

  15. Na vida real, fora da telinha da TV, é igual ou pior. Por isso que me causa asco quando vejo as notícias parciais afirmando que a maioria das vítimas são pardos ou afrodescendentes, sem que registrem em paralelo os que praticaram os delitos.
    A maioria dos pobres é honesta. Crime não é problema “social” é LIVRE ARBÍTRIO, ESCOLHA DE CADA INDIVÍDUO.
    Não exitem GRUPOS apenas indivíduos. Os Brancos, os Pretos, são ABSTRAÇÕES, FANTASIOSAS

  16. Isto até os tamanduás já sabiam, mas não há muito tempo noticiavam um “genocídio” dos negros das periferias. Se alguém ousasse contestar essas informações que por trás objetivam políticas públicas de impunidade ao crime para facilitar o tráfico – que lembremos é um negócio com ramificações políticas – e até mais cotas e privilégios baseados em critérios raciais para criar um eleitorado fiel, a pessoa talvez fosse e seja até processada por racismo. Depois da esquerda você não pode contestar nenhuma política pública sob a denominação sofista de ”minorias”.

  17. É só visitar uma penitenciária , que só logo se constata que a maioria é parda, mulata e NÃO negra como afirma a reportagem.

    Negros mesmo são minoria, assim como os que morem e os que matam.

    1. é que para os blogueiros de esquerda, se voce não é 100 % branco, voce é negro. Olha só a vereadora Marielle, ela era parda, quando muito mulata, mas pra eles é negra.

  18. nos EUA é a mesma coisa. Quase 90 % das vítimas de homicídio nos EUA são afro-americanos? Sim. Só que mais de 90 % dos assassinos também são afro-americanos e essa estatística inconveniente os esquerdistas hipocritamente omitem.
    No Brasil e mesma coisa, os blogueiros de esquerda vivem repetindo que a maioria da vítimas de homicídio são negros, pobres da periferia. Só que, hipocritamente, nunca mencionam o fato de que a maioria dos assassinos também são negros, pobres da periferia. Vide caso Marielle.

  19. Não é porque a pessoa é negra e pobre que deve partir para o mundo do crime. Por exemplo, Joaquim Barbosa nasceu negro e pobre, mas trabalhou e estudou e hoje é um cidadão bem-sucedido e respeitado pela sociedade.

  20. O Rio de Janeiro era elegante. Tinha paz no morro…
    A musica “AVE MARIA DO MORRO”
    (Herivelto Martins)

    Exalta a paz do Rio de Janeiro, à paz , na voz da eterna cantora DALVA DE OLIVEIRA.
    Sinfonia da calma do Rio com as ondas do mar….
    XÔ globo.
    Não havia hedonistas exaltando e cultuando a morte…
    XÔ!
    Vampirismo enaltecendo barões de tráficos…
    XÔ!

  21. Isto até os tamanduás já sabiam, mas não há muito tempo noticiavam um “genocídio” dos negros das periferias. Se alguém ousasse contestar essas informações que por trás objetivam políticas públicas de impunidade ao crime para facilitar o tráfico – que lembremos é um negócio com ramificações políticas – e até mais cotas e privilégios baseados em critérios raciais para criar um eleitorado fiel, a pessoa talvez fosse e seja até processada por racismo. Depois da esquerda você não pode contestar nenhuma política pública sob a denominação sofista de ”minorias”.

  22. Outra coisa óbvia é que a esmagadora maioria pobre, onde o Estado não atua, é gente de bem, honesta, trabalhadora. Uma minoria que nem com um Estado presente e benevolente é que vive no mundo do crime porque e somente querem. É o livre arbítrio.

  23. Esse papo de políticas públicas, de preto e branco, rico e pobre já deu no saco! Tem que ter emprego e formação moral pra todos!!! Faz assim: extinguam as redes de televisão e dêem trabalho para todos que naturalmente voltaremos a ter índices de criminalidade aceitáveis, e não estatísticas de guerra.

  24. Siria,7 anos de guerra,dizem 400 mil mortos;brasil,peguem só a partir da assunção do partido da trevas,2002,creio que dê entre 380 e 500 mil mortos de morte matada e subindo.Mortos de todas as cores e status,indistinguiveis em suas desemportâncias mortas.E irá piorar,pois sempre é possivel.Mas como dão voz a personagens varios e um boulos diz qu não sabemos o que ocorre com o brasil,creio uma constatação apenas,vide siria,iraque,libia,é que se as forças armadas estiverem atentas,e creio que sim,uma palavra que não pode mais ser conjugada,nem em hipotise é ruptura institucional.Situação que colocaria um monte de mercenários em posições diversas,gente experimentada em combate,dificilmente seria possivel estabilizar o pais depois.

  25. PORTAL G1 – Após 4 meses parada na Câmara, PEC do foro privilegiado corre risco de ser engavetada. Sem indicações de membros, comissão está sem funcionar; líderes dizem que aguardavam fim da janela partidária. CCJ, porém, avalia que PEC não pode tramitar devido à intervenção no Rio.

  26. Não diga! DESCOBRIRAM QUE A LATRINA FEDE? Eu jamais acreditei na conversa fiada das esquerdas de “foi vítima de homofobia” ou “racismo” ou ainda, “feminicídio”. Quando não são vítimas de crimes comuns, no caso, latrocínio, a maior parte das pessoas assassinadas estão envolvidas com alguma contravenção – sendo elas negras ou não, homossexuais ou não! Geralmente é acerto de contas. Faz anos que venho falando isso para a esquerdalha! Até que enfim alguém resolveu admitir.

  27. É só assistirem o Cidade Alerta e o Datena e apreciarem as figuras que foram capturados por assaltos , homicídos, latrocínios , estupros, traficos , trafica e crimes passionais, e tirem suas conclusões . Na vida real, fora da telinha da TV, é igual ou pior. Por isso que me causa asco quando vejo as notícias parciais afirmando que a maioria das vítimas são pardos ou afrodescendentes, sem que registrem em paralelo os que praticaram os delitos.

  28. HIPÓCRITAS!
    POR QUE FAZEM CAMPANHAS PARA PERSEGUIR MILITARES?

    DEMENTES!
    Fazem campanha para que o RJ não precisam de Policiais.
    Pergunto: a globo representa o que no Brasil?

    ___”Uma alma sem respeito é uma morada em ruínas. Deve ser demolida para construir uma nova.”

  29. Ainda continuam mentindo, ou vão tentar explicar ao povo, a nós, que o perfil de uma dona de casa, um funcionário público, um trabalhador, um estudante, é semelhante ao do li-x-o que sai da favela, do cortiço ou outro buraco onde aprendeu a ser l-i-x-o?

    1. Nos o Povo , via referendo .
      Pena de morte com doação dos órgãos , com a tecnologia , hoje em alguns casos podemos ter 100% de certeza em alguns casos .
      Mas só se corrupção fosse crime hediondo também e independente da idade .

  30. Curioso que nenhum país sabe com tamanha precisão as causas, origens, perfil e localização de suas mazelas, e nenhum outro país se faz tão pouco ou absolutamente nada para combatê-las. Será porque nenhum país tem uma sociedade tão hipócrita e mesquinha?

  31. Isto tudo tem como raiz a expansão do narcotráfico INCENTIVADA pela quadrilha do PT, seguindo e implantando as premissas da cartilha MARXISTA (Escola de Frankfurt).