O “Petezão”

Vai fazer um ano que a Lava Jato encontrou uma planilha de Alberto Youssef, com 750 obras públicas contaminadas pela ladroagem, como lembra um editorial do Estadão. Sergio Moro disse que o documento era “perturbador”.

De lá para cá, surgiu o eletrolão, desmembrado marotamente pelo STF. Mas a roubalheira vai muito além. Tudo deveria ser englobado sob o nome de “Petezão”.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200