O petista que morde

Uma confusão generalizada entre deputados estaduais, com empurrões e mordida no plenário, marcou a sessão de votação da reforma da Previdência na noite desta quarta-feira, na Assembleia Legislativa de São Paulo, diz a Crusoé.

Após chamar sindicalistas e petistas de “bando de vagabundos” durante discurso na sessão, o deputado Arthur do Val, sem partido, foi interrompido por parlamentares petistas que subiram na tribuna para tentar agredi-lo.

Assista aqui ao episódio.

Comentários

  • Cicero -

    De mamãe falei a mamãe quase apanhei!

  • Fábio -

    As palavras foram duras....., mas verdadeiras. Depois que entram no sindicalismo, jamais se prestarão ao trabalho. O Dep. Arthur tem razão!!!

  • André -

    Arthur vai ter o dobro de votos na próxima eleição.

Ler 94 comentários