O plano para adiar o julgamento do TSE

A imprensa caiu na conversa de que o TSE vai julgar Dilma Rousseff e Michel Temer na semana que vem.

Andréia Sadi revelou na GloboNews que o plano é outro.

Antes de analisar o relatório de Herman Benjamin, o TSE vai conceder cinco dias para a defesa se manifestar.

O calendário do tribunal será paralisado até depois da Semana Santa.

Naqueles dias, porém, Gilmar Mendes estará no exterior. E só voltará no fim de abril.

O ministro Henrique Neves já terá sido substituído naquela data.

O TSE finge que quer julgar. Mas é mentira.

Faça o primeiro comentário