O plano para o sogro

O plano de Rodrigo Maia, segundo uma fonte de O Antagonista, é tirar o sogro do Palácio do Planalto, mas garantir-lhe um cargo com foro privilegiado.

Moreira Franco vai perder poder, mas não a liberdade.

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler 21 comentários
  1. Liberdade que pode durar pouco…. Em 2019, quando Jair Bolsonaro assumir, a bandidagem toda de Brasília perde o foro e cai nas mãos de Sérgio Moro, Marcelo Bretas e Vallisney de Oliveira.

  2. Se, LIVRAR o sogro da cadeia for “rifar o sogro”… Bela escolha para presidente, o Antagonista. O novo queridinho do site já começa bem. Muito obrigado. INTERVENÇÃO JÁ!

  3. A mesma jogada do ministro petista edson Fraquim….hehe…ele é imune pode fazer tudo errado que tem o apoio dos bostas do anta..gonisra

  4. UMA OVA, CONTINUARÁ COMO PRESIDENTE COMO O É, TEMER LULIA É O BONECO DELE, ESTEJA ELE ONDE ESTIVER, ATÉ EM MARTE, QUEM PRESIDE O PAÍS HOJE É O MOREIRA FRANCO, O JUCÁ, O CUNHA, O PADILHA E O SARNEY. TEMER NÃO PASSA DE UM BONECO PASSIVO AO CONTRÁRIO DE DILMA QUE ERA UMA BONECA INFLAMÁVEL.

  5. Aproveitem, só está se seguindo a CF, nunca mais serão eleitos,cai fora Moreira franco, falta pouco para 2018.

  6. Tudo em casa então. Moreira Franco sogro do Rodrigo maia. Os dois envolvidos em maracutaias, sujo nessa lama da lava jato. Farinha do mesmo sa-co então. Vamos trocar o ruim pelo pior.

  7. É trocar 6 por meia dúzia, ratazana por ratazana. Tudo vale porque o importante é a promessa de que será implementada, a reforma da previdência, a panaceia para os males brasileiros.

  8. Wellington Moreira Franco e Eliseu Padilha deveriam estar presos mesmo com foro privilegiado. Como pode estarem livres e gozando de algum status público ainda!? São notoriamente contumazes nos crimes de colarinho branco, todo o Rio de Janeiro e Brasília sabem disso e o que acontece!? São promovidos. As distorções na arena pública brasileira beiram ao escárnio. O bom é excluído e marginalizado da política, enquanto que o da boca torta é promovido.

Os comentários para essa notícia foram encerrados.