​O preço da invasão

O Ministério da Cultura afirmou, em nota divulgada por O Globo, que pediu a desocupação do Palácio Capanema devido a “relatos de depredação do patrimônio público, ameaça aos servidores públicos, uso de drogas, presença de indivíduos armados, além da circulação de menores”.

É o preço por ter “negociado” com os invasores, há 70 dias.

Faça o primeiro comentário