"O presidente é comandado por um joystick", diz Alexandre Frota

“O presidente é comandado por um joystick”, diz Alexandre Frota
O deputado Alexandre Frota é o primeiro a chegar ao Plenário Ulysses Guimarães para a posse.

O deputado federal Alexandre Frota, que acusou Eduardo e Carlos Bolsonaro de estarem por trás dos ataques nas redes, diz que a CPMI das Fake News “não vai dar em nada”. “Fizemos um grande trabalho por lá, mas o sistema é foda.”

Como registramos há pouco, Frota disse à Polícia Federal que funcionários do deputado estadual Douglas Garcia também integram a máquina de linchamento virtual.

Em mensagem enviada a O Antagonista, ele se defende das acusações de falsidade ideológica e lavagem de dinheiro feitas por um ex-motorista. E diz que “a base alugada do governo dirige o boneco”.

“Jogo violento, muitas vezes covarde. Vou guardar energia para o futuro, pois a hora de o bicho pegar não é agora. Agora, estamos no Brasil onde o presidente é comandado por um joystick. Tem muita coisa em jogo, mas isso vem mais tarde, nas próximas eleições. 2022 será a hora da verdade.”

Leia a íntegra:

“Douglas Garcia só existe por minha causa. Quando ele fala que fui condenado por fake news, não fui existe um processo por eu ter compartilhado uma notícia que já estava no ar nas redes a vários dias e mais de 800 pessoas compartilharam a mesma coisa, mas fui o escolhido para ser processado sendo que não fui autor ou criador da publicação. Quanto ao MP, não fui denunciado, tentaram jogar nas minhas costas um cara que se autointitulou laranja. Não encontraram lavagem, pois nunca existiu, então criaram a tese de falsidade ideológica. O jogo é bruto é pesado. Se não quer brincar não desce para o play. Tudo que foi falado na PF está documentado, então não tenho muito que falar. Não farei disso um palco político. Escolhi sair das redes sociais, pois estão insuportáveis. Todos querem dar opinião na sua vida, tudo é assédio, machismo, racismo, homofobia, todos são políticos, todos querem linchar, mas se escondem atrás de apelidos e figuras de palhacinhos.

Estão arquivando a CPMI das Fake News, vai acabar e não vai dar em nada. Fizemos um grande trabalho por lá, mas o sistema é foda. Só quem está no caldeirão sabe. Hoje, a base alugada do governo dirige o boneco. Jogo violento, muitas vezes covarde. Vou guardar energia para o futuro, pois a hora de o bicho pegar não é agora. Os documentos entregues à PF são importantes. Ainda acredito na Justiça e na PF. As investigações da CPMI se cruzam com os atos antidemocráticos. Não tem como fugir! As investigações e as provas se cruzam. Agora, estamos no Brasil onde o presidente é comandado por um joystick. Tem muita coisa em jogo, mas isso vem mais tarde, nas próximas eleições. 2022 será a hora da verdade.”

Leia mais: Como a escolha do novo ministro do STF pode mudar -- para pior -- as coisas em Brasília
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 39 comentários
TOPO