O primeiro da agenda de Temer: “Ele não pediu voto”

Ronaldo Fonseca, do PROS do Distrito Federal, foi o primeiro parlamentar a ser recebido hoje por Michel Temer.

Em conversa com O Antagonista, o deputado disse que o presidente sustentou o discurso de que está sendo perseguindo politicamente por um grupo que não quer aceitar que o país está voltando aos trilhos.

“Ele está muito animado, confiante de que a denúncia não vai para frente. Mas ele não pediu voto.”

Fonseca, que integra a CCJ, afirmou que aguarda a defesa de Temer para decidir como votará.

“Será um voto técnico de um político.”