O privilégio de 380 mil servidores

Se o governo ceder à pressão do funcionalismo público para abrandar a proposta de reforma da Previdência, vai beneficiar 52% dos servidores federais, registra o Estadão.

“São 380 mil servidores que ainda estão em atividade e que vão se aposentar com o último salário da carreira e reajustes iguais aos dos funcionários da ativa. Eles ingressaram no serviço público até 2003 e têm o direito às chamadas integralidade e paridade – privilégios que o governo quer acabar ao aprovar a reforma, mas que as categorias pressionam para manter.”

Caso precisasse pagar hoje todos os benefícios futuros para esses servidores, a União teria de desembolsar R$ 507,6 bilhões (a valores atuais), segundo cálculos feitos pela Secretaria de Previdência a pedido do jornal.

“A previsão é que haverá concessão desses benefícios por mais 30 a 40 anos, com os pagamentos se estendendo por cerca de 80 anos.”

Se houver dinheiro, claro.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Flavio disse:

    Olha, numa boa, sabe o que fez o povo tomar raiva de servidor público? Ineficiência, má vontade, salários bem maiores do que o que seu trabalho vale. E não me venham dizer que é um caso ou outro. Em qualquer lugar desse país triste da pessoa que dependa da boa vontade de um funcionário publico. Porquê vocês não denunciaram a roubalheira? Porquê nunca fizeram um movimento sério pra moralizar e tornar mais eficiente o serviço público? É só choradeira, reclamação, gordos salários, gordas aposentadorias e muita, muita reclamação. Enquanto a sociedade que paga tudo isso é desprezada e tida como inferior por esses "gênios" que são sustentados pelo sr José que lhes paga cada vez que compra um pãozinho. A sociedade está se conscientizando e exigindo de vocês trabalho proporcional ao seu custo.

Ler comentários
  1. Exilado disse:

    Como a tendência é que os salários dos servidores públicos não acompanhem a inflação, não vejo que seja uma vantagem ter a aposentadoria atrelada ao salário da ativa. Prefiro ter a garantia da correção pela inflação. Quanto à integralidade, é sim um absurdo. Mas em reformas passadas esta foi compensada com a alíquota de 11% sobre o salário bruto, inclusive para quem já está aposentado. Este achincalhamento do servidor público terá consequências para o país no futuro próximo. Há funções no serviço público que dependem de gente qualificada, para o que se supõe bons salários como forma de atrair esse pessoal. Mas, enfim, querem acabar com país mesmo, e já escolheram "os suspeitos de sempre".

    1. Essa reforma esta sendo tao apressada e mal feita que no final das contas podera ser mais vantajoso aposentar sem a paridade e integralidade, mas com a correcao anual da pensao, o que nao ocorre com os salarios atualmemte, que somente sao reajustados via greves.

    2. Sim, vc falou uma coisa certa: onde trabalho as funções requerem os cursos de Direito, Contabilidade e Administração. Igualem os regimes e vamos ver a qualidade do serviço público se esvair.

  2. pedra disse:

    Dou apenas um ex.: um servidor, um policial que seja, e não ganha isso, leva 10.0000 brutos. Com 27.5% de imposto de renda na fonte e 14% de contribuição, líquido dá 5.850,00 no final. Se vc coloca que o mesmo contribuirá com 14% mesmo depois de aposentado, teremos uns 5.400,00, como média. É isso. Na verdade, tudo volta para o governo. Agora imagina que vc contribui com isto durante 40 anos, e no final dizem que não vale mais. Sem segurança jurídica e sabendo, teria feito uma previdência complementar, ou economizado. Existem muitos tipos de servidores e muitos tipos de aposentados. O que o governo fez pelo lado do trabalho, foi cortar os zeros: para o trabalho, o que valia cem, agora vale 1 real. E isto será para todos, menos para os protegidos. Viva os ricos!!!

    1. Ganho 10 por cento de aposentadori em relação ao que ganhava como empregado de empresa privado. Caso encerrado!

  3. joe disse:

    O estadão usa estagiários para não contribuir pra previdência, como fazem outros jornais? Assalariado não tem como fugir do recolhimento, mas as empresas jogam na provisão para contribuição social e colocam advogados para reduzirem o valor ou não recolher o devido. A regra é clara para ambos, mas só assalariado não tem pra onde correr. Me dá uma cerveja ai ambev... me dá uma carninha ai friboi... me dêem um dinheiro ai, bancos.... estou precisando.

  4. Fernando Zão disse:

    O que tem de funcionário público lendo O Antagonista, hein ?

  5. Carlos disse:

    Pago 11% sobre o salário integral desde 1985. Abro mão da aposentadoria se me propuserem um plano de demissão voluntária no qual me pagassem tudo que paguei a título de previdência corrigido.

    1. Dá par viver com salário integra por 4 anos no máximo já que o sistema de contribuição no Brasil é distributivo e não acumulativi. Não tem juros. O que se paga é o que se recolhe mês a mês! Se eu fosse do ministério da fazenda toparia no ato!!!!

  6. DRN disse:

    página molhada de tanto choro dos funcas. argumentos comedias como fgts (e a estabilidade?), contribuicao apos aposentadoria (e a solidariedade?), entre outros. cholem mais que está bonito de ver. kkkkkk

    1. Com certeza vc tentou fazer concurso e não passou. Estuda, meu filho! Estuda!

    2. Vc repudia pq não é 11% do seu salário q ficou lá e agora eles estao querendo roubar.

  7. joe disse:

    O estadão sugere não pagar os servidores? Qual o valor da diferença entre o que se vai pagar e o que o estadão acha ideal? Esses servidores continuam contribuindo após se apisentarem. Não ajudaria aumentar as alíquotas ou incentivar que continuem na ativa? O governo ameaçou diminuir a publicidade governamental do estadão ou e falta de capacidade analítica? Falando nisso... O governo Temer continuam publicando na Carta Capital?

    1. Eu sugiro obque o INSS me paga de aposentadoria. Dez por cento do que eu ganhava na Ativa. Está bem para você????

  8. Rodolpho disse:

    Vocês mentem descaradamente quanto estão levando?

  9. Exilado disse:

    Caros, vocês têm prestado um enorme serviço ao país na cobertura da lava jato, mas sejam honestos nos outros assuntos, por favor! Qualquer montante de gasto público trazido a valor presente resultará em um valor astronômico. Os "desavisados" vão colocar tal valor na conta do déficit corrente e entender que a culpa é do servidor público. É claro que não é assim! É como dizer para uma pessoa não ter filhos por que o custo, a valor presente, é de 1 milhão, por exemplo. A questão é saber se os valores pagos se encaixam no fluxo de pagamentos, se aumentam ou não a divida pública/PIB no longo prazo. Parem de "jogar" notícias sem o devido esclarecimento. Vocês, assim, prestam um desserviço aos leitores.

  10. Barnabé Vivo disse:

    Pôxa, Antagonistas, os argumentos estavam melhores antes. Pergunte para as suas fontes também se, por exemplo, eles sabem que ninguém mais recebe 100% de seus proventos da ativa desde que foi estabelecida, faz mais de década, a contribuição dos inativos, que é, hoje, de 11%. Quanto à paridade, falem para eles também que não é bom para eles mexer nisso, pois sabem que a variação do índice que corrige as aposentadorias pelo INSS foram, na média, maiores que os reajustes dados às categorias de servidores público federais (a não ser que eles pretendam mexer nesse índice para forçar as aposentadorias DE TODA A POPULAÇÃO para baixo, não?). No exemplo do Coelho, abaixo, eles não devolvem porque isso, ao invés de ser diferido em 40 anos, teria que ser devolvido de uma vez só, aí sim, impagável.

    1. Tadinho! Que tal receber hoje 10 por cento do salário da ativa depois de 35 anos de 11 por cento do teto de 10SM (durante muitos anos foi sobre 20SM) e MAIS 21 cento da contribuição patronal sobre o salário INTEGRAL para o inss! Quer trocar? O resultado é que já tenho 70 anos e nem posso pensar em parar de trabalhar. Vou ter que trabalhar até não poder mais e depois ficar vivendo às custas dos filhos! Mais honesto seria argumentar que funcionários públicos são mesmo uma casta diferenciada dos cidadãos comuns! Que é o que muitos funcionários públicos pensam na realidade!

  11. João RS disse:

    É por essa gente que a esquerda brasileira grita, faz greve de fome, convoca protestos, escreve colunas nos jornais. . O pior é que não é só hoje. Você poderia alegar que a gritaria da esquerda era por ressentimento ao Temer. Mas isso ocorre toda vez que tentam mexer na previdência. Até o Lula foi atacado, e alguns petistas saíram do partido para formar o PSOL, para defender os privilégios dos funcionários públicos. Eles sabem o que defendem? É anedótico!

  12. Borges disse:

    Acho que o golpe para derrubar o presidente teve raizes mais profundas.

  13. Sertanejo-Universitário é a música de Bolsonaguetes disse:

    SERTANEJO-UNIVERSITÁRIO: gôsto de Bolsonaguetes. Mau-gôsto. ° A Educação e o gôsto Petista (“estilo”): (Obs.: Mas que fique claro que é a mesma de bolsonarita Q não sabe argumentar: só sabe xingar. Bolsonarita adora SERTANEJO UNIVERSITÁRIO.) * A educação do Brasil é uma das piores do mundo. Com certeza, o Brasil está cheio de pessoas que fugiram da escola, ou se não fugiram, fizeram parte da turma do “fundão”. º São pessoas do tipo que pensam Q Via Láctea é 1 marca de leite. A maioria é petista que tem um mau gosto enooorme: gostam de lixaço cultural tal qual sertanejo universitários. Breguices de galeria, pseudoarte, água-com-açúcar, Kitsch, baranguismo, cafonice. Como diria R.A.: Petralhalhismo. Odeiam a mídia, também. Além de adorar Sertanejo Universitário da era lula-dilma!

    1. Só leia, Reinaldete... Arruinaldete... leia: - https://twitter.com/flaviomorgen/status/938031191126618112 https://twitter.com/sensoinc/status/935913742935691265

  14. Mcris disse:

    Os funcionários públicos pagamento 11% sobre o salário bruto e continuam pagando depois que aposentam. A questão que devia ser combatida são os super salários, muito acima do teto e as mordomias, auxílios q não deveriam existir. Sou funcionária pública há 24 anos. Se eu contribuí com 11% sobre meu salário bruto neses anos todos, quero a restituição da diferença, qdo as regras forem colocadas em prática. Quero tbm receber o valor desses anos todos referente a um FGTS q não tenho. Não é justo? Não tive o interesse de fazer um plano de aposentadoria privada, devido ao meu regime.

    1. Ernie, nesse país, em relação ao povo só há injustiça. Qdo eu fiz concurso eu ralei de estudar. Foi o q eu escolhi como profissão e corri atrás. O "contrato" assinado foi esse q está sendo refutado agora. Passou-se 24 anos e eu contribuindo com 11% do meu salário por mês, fora 27,5% de IR. Não fiz uma previdência privada pra complementar minha aposentadoria pq não era necessário pensar nisto. Chegou-se à conclusão q estava errado receber com paridade e reajuste. Fizerem essa reforma em 2013 e corrigiram o erro. Agora o funcionário q entra no serviço público segue as mesmas regras do privado. Agora o q eles estão querendo é injusto, pois tira direitos q envolvem muito dinheiro que o servidor investiu. E isto é injusto sim.

    2. Tbm é injusto, Ernie. Porém muito dinheiro meu foi investido nisso. E a partir de 2013 quem entrou no serviço público já segue as regras da iniciativa privada. Agora pensa q qdo eu fiz concurso em 1991, fiz pq as regras eram estas, e não me preocupei em fazer uma previdência privada, pq pensava que o acordo seria cumprido. Agora estou com 52 anos, paguei muito pra Previdência e não tenho mais como fazer um plano pra complementar minha renda. Acho q a revolta do funcionalismo gira em torno disto. A reforma foi feita em 2013. Quem entra já está seguindo as regras q o Governo quer que quem tem 25, 30 e até mais de 30 anos de contribuição siga tbm. Isto é roubo!!!!!

    3. Meu amigo, sinto informar mas voce se deu mal. A previdencia estará quebrada quando se aposentar.

    4. O que não é justo é eu ter pago sobre o teto durante todos estes anos e a minha empresa ter pago 20 por cento sobre meu salário integral e eu receber 10 por cento do que ganhava na ativa. E ainda tenho que ver os funcionários públicos reclamando porque ganham o mesmo que ganhavam quando estavam na ativa. E pio! Ainda com salário corrigido como se ainda estivessem na ativa.

  15. Questionador disse:

    Se não mantiverem a integralidade, terão que devolver fortuna do que recolheram a mais durante anos desses servidores. É isso ou legitimar o que roubaram no passado.

    1. Compensada? Com a fortuna de 11 por cento. É piada, né não? Para tua info, o Banco Mundial acabou de fazer um estudo do Brasil e denunciou que o funcionalismo paga 67 po cento a mais do que a iniciativa privadA para funções semelhants!!!!!

  16. Coelho disse:

    Ingressei no serviço púbico em 1986 com 19 anos, vou poder me aposentar com paridade e integralidade aos 65 anos, 49 anos de contribuição e ainda continuar contribuindo com 11% na aposentadoria. Se quiser ir antes perco a paridade e integralidade e recebo a média do total de todas as contribuições. Isso é segurança jurídica? Isso é justiça? Que tal o governo me devolver tudo que recolhi corrigido, não quero aposentar, que tal? Não parece mais justo? Os "Antagotárionistas" desconhecem isso? Memória seletiva? Estão recebendo patrocínio desse governo para sustentar esse blog e pagar a escola no exterior dos seus abastados filhinhos? Que tal começar pela previdência dos parlamentares? Do presidente?

    1. Boa idéia Coelho. Entrei no serviço público em 1985. Sempre paguei 11% sobre a totalidade do salário. E continuo pagando sobre totalidade. Se me devolverem tudo que paguei corrigido caio fora do serviço público. Abro mão da aposentadoria, sobre a qual teria que continuar a pagar 11%.

  17. Caio disse:

    Além de contribuir integralmente, não recebem FGTS e continuam pagando INSS após aposentarem. Separem os valores e verão a mentira. Usar a contribuição dos servidores para pagar bolsas de todas as espécies é que não dá

    1. Quer trocar comigo que paguei a vida toda sobre o máximo possivel e hoje ganho 2000 reais por mês, apesar das empresas onde trabalhei terem revolhido 20 por cento do meu salário integral durante todos estes anos! Coitadinho, ainda paga 11 por cento do salário integral de aposentado. Troco a qualquer hora e ainda te dou todo o Fgts que recebi que é equivalente a três anos de salário! Topo trocar durante os sete dias da semana e duas vezes aos Domingos. Topa?

  18. G Amanta Madura do Greloduro disse:

    Daqui a pouco a reforma da previdência será só para mim. Tão excluindo todos os mamadores compulsivos desta m. Quando chegar lá talvez meu benefício seja negativo para sustentar essa cambada de FDP. BOTA AÍ UMA LEI QUE SÓ SE GASTA EXATAMENTE AQUILO QUE ARRECADAR. AÍ VEREI MARAJÁS CHORANDO FEITO DELINQUENTE DOMINADO

  19. Privataria disse:

    Para quem não conhece, servidor público recolhe 11% sobre o salário integral, não tem plano de saúdee pago pelo governo, não tem FGTS

    1. E os empregados do setor privado pAgam o mesmos 11 po cento até 10 SM e a empresa paga mais 20 por cento do salário integral de cada trabalhador, ganha o FGTS porque não tem garantia de emprego e que não pode mexer e que é o dinheiro mais roubado da economia já que rende MENOS que a poupança! Pimenta nos olhos dos outros é refresco, né não?

  20. Renata disse:

    O que ninguém pondera é que os servidores pagam 11% para a previdência sobre seu salário inteiro, e não sobre o teto do inss. É claro que quando se aposentarem têm que receber o salário integral. CONTRIBUÍRAM PARA ISSO!

    1. O que você não pondera é que pagamos 11 sobre o teto, mas minha empresa pagava 21 po cento do meu salário integral para o INSS e eu hoje, recebo 10 por cento do salário que recebia na ativa. Ou seja, para efeitos práticos eu não tenho aposentadoria e tenho que continuar trabalhando depois dos 70 anos.

    2. Muito bom, Renata. Esse dado a imprensa marrom não divulga. E a partir de janeiro o desconto será de 14%.

  21. Adalberto Pires da Anunciação disse:

    Não tentem parecer que estão preocupados com a reforma da Previdência, Antagonistas. Todos estes comentariozinhos como "se houver dinheiro, claro", e obviedades semelhantes são apenas fruto da peçonha e da vontade incontrolável de desmerecer uma reforma possível, que vocês insistiam em dar como "finada" e que aquela maracutaia derrotada, exposta e desmoralizada de vocês atrasou por mais de seis meses. O fato de que esta reforma está sendo feita, apesar de todos os obstáculos passados e presentes, pelo governo que os derrotou repetidamente é algo que vocês não conseguem mesmo engolir. Mas é fato também que ela vai ser feita e vocês passarão mais vexames ainda por causa disto.

  22. pedra disse:

    Dentre os maiores absurdos, citamos um ex.: a média de idade de um policial no Brasil gira em 65 anos. É verdade. Pois na nova previdência, o cara se for casado com outra policial, como ex. também, além de morrer na mesma época em que se aposenta, também não deixará nada para a viúva. Descontou de graça. Isso pode Arnaldo?

  23. pedragirao@hotmail.com disse:

    É uma falácia dizer que nos EUA, o funcionário não leva integral. Um ex. um policial que trabalha 20 anos lá, leva a metade da ativa. Se quiser contribuir com 35 anos, leva tudo. É só procurar saber. Muito fácil. E que lá existe segurança jurídica. Aqui não. E não vai adiantar reforma previdenciária, CLT, sem a fiscal, tributária e política. Hoje,muitos partidos são casas comerciais apenas. Enquanto eles fazem as reformas, dão refis para fazendeiros. Procurem saber das quantias, dos prazos e dos descontos. É tanta coisa, e eles fazem como o Collor, elegem todos os funcionários como marajás e sanguessugas. Velha tática. Mas não cola. Quem votar não volta.

  24. Tacinildo disse:

    Minha família tem servidores públicos, todos concursados, estudaram muito, não foram eleitos ou indicados por ninguém! Trabalham com dedicação; a estabilidade adquirida não é um privilégio - ela tem previsão legal e visa à proteção do servidor público concursado, para atuar com independência, boa técnica e seguindo os princípios morais, éticos e legais, *SEM O RISCO DE SEREM PREJUDICADOS* por interesses espúrios ou assédio moral. Eles Não têm direito ao FGTS. Contribuem com 14% dos rendimentos brutos totais para a sua previdência, inclusive quando aposentados. Não há privilégio. Contribuem sobre tudo *Concurso público é para todos*, *basta ser aprovado*. - *É INJUSTO e COVARDE* ver campanha na mídia *desmoralizando os servidores públicos*, estáveis ou não; - *Se o governo está em cris

    1. a pergunta que não quer calar: se os funcionários públicos tem establidade porquê fazem greve? Se a estabilidade é para atuar com independência, então não está funcionando pois até agora políticos puderam roubar descaradamente e não vi nenhum dos "independentes" denuncia-los. Muito pelo contrário. Muitos ainda acobertam.

  25. Tom Ameaçador disse:

    SE MEXER NO MEU QUEIJO, A RATARIA VAI ANARQUIZAR...

  26. Ana Mendonça disse:

    Devolve o que já pagamos e nem precisa aposentar ninguém.

  27. Depois de 2013 disse:

    É bom lembrar que pessoas que ingressaram no serviço público federal depois de 2013 não entram nessa conta. Passaram a ter que complementar a aposentadoria com o FUNPRESP e receber o restante pelo INSS.

  28. TEMER E MEIRELES SÃO INIMIGOS DOS FUNCIONÁRIOS PUBLICOS E DA INICIATIVA PRIVADA COM O FIM DA APOSENTADORIA POR TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO! QUEM TEM 33 ANOS PARA SE APOSENTAR VAI PAGAR MAIS 10 ANOS! disse:

    TEMER E MEIRELES SÃO INIMIGOS DOS FUNCIONÁRIOS PUBLICOS E DA INICIATIVA PRIVADA COM O FIM DA APOSENTADORIA POR TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO! QUEM TEM 33 ANOS PARA SE APOSENTAR VAI PAGAR MAIS 10 ANOS!

  29. Cricri disse:

    Só dá pra achar que há alguma seriedade nessa reforma no momento em que o Judiciário, o MP e o Legislativo forem ameaçados nos seus privilégios. Tudo se divulga como se os servidores do Executivo fossem os vilões de tudo. Primeira excrescência que poderia ser extirpada é a de senadores por estado. A rigor não precisava de nenhum, mas já que tem, bastam 2 e já tá de bom tamanho; menos gente pra reivindicar emendas parlamentares, pra ..., bem, deixa pra lá.

  30. NESTE CASO FERRO NELES! disse:

    ISSO NÃO PODE! TEM QUE DAR FOLGA QUE ESTA A 5 ANOS OU MENOS DE SE APOSENTAR! O RESTO ENTRA NA LEI.

    1. Concordo plenamente, no Máximo 5 anos, os que tem menos, Entra na lei como todos os trabalhadores,

  31. Willmar disse:

    Concordo! Por que os jornalistas não atacam também as regalias dos políticos(ex. Plano de saúde extensivo aos integrantes de suas famílias, auxílio isso, auxílio aquilo...), e os penduricalhos dos membros do judiciário e ministério público?

  32. TEMER E MEIRELES SÃO INIMIGOS DOS FUNCIONÁRIOS PUBLICOS E DA INICIATIVA PRIVADA COM O FIM DA APOSENTADORIA POR TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO! QUEM TEM 33 ANOS PARA SE APOSENTAR VAI PAGAR MAIS 10 ANOS! disse: 17 de dezembro de 2017 às disse:

    Servidor Público Federal e ingressou a partir de 04 de Fevereiro de 2013, então estará sujeito à Lei 12.618, de 30 de abril de 2012. O governo, por meio da Portaria 44, de 31 de janeiro de 2013, publicada no Diário Oficial da União de 4 de fevereiro de 2013, limitou a aposentadoria ao teto do INSS (atualmente: R$ 5.531,31). Para assegurar uma aposentadoria compatível com os rendimentos do servidor, o Poder Executivo Federal criou o ExecPrev, o Plano de Previdência Complementar administrado pela Funpresp, que também oferece proteção em caso de Invalidez ou Morte. PORTANTO A REFORMA DA PREVIDÊNCIA JÁ FOI FEITA PARA OS SERVIDORES PUBLICOS. O que o governo quer é ROMPER DIREITOS . Quem na INICIATIVA PRIVADA pagou 33 ANOS e iria se aposentar com 35 anos de contribuição VAI PAGAR até 65 anos!

  33. Xico disse:

    Pra ver como tentam inflar a coisa pra fazer o terror: "os pagamentos se estendendo por cerca de 80 anos.” Considerando que com sorte o sujeito passe no concurso com 18 anos, então pela suposições deles o sujeito viveria até os 98 anos... Nossa, quantos serão esses servidores que viverão até os 98 anos? Uns 10? 20? Outra coisa, desses 3800mil, quantos são os que ganham acima de 15 mil? Pq normalmente só se lembram dos x% q são procuradores, juízes, etc..

  34. Vovô banguela disse:

    Ou o Brasil acaba com a mamata dos barnabés, ou os barnabés acabam de vez com o Brasil.

  35. Servidor disse:

    E o governo vai devolver o que o servidor contribuiu acima do que se cintr8bui para o teto de previdência? O máximo que empregado da iniciativa privada recolhe é R$ 600,00. O servidor público recolhe 12% sobre o salário bruto. No salário de R$ 10 mil, são R $ 1.200,00 para a previdência. Sem falar que contribui até a morte, após a aposentadoria. Esse " privilegio" também vai acabar?

    1. Dê graças a Deus por ter recebido um salário e estabilidade. Pagou sua estabilidade. Assunto resolvido. Isso é revolução. Não é questão jurídica. Não enfrente o ódio do povo.

  36. Sábio disse:

    . Se for pra fazer esse colcha de retalhos é melhor não fazer essa jabuticaba !!! . Melhor esperar um presidente eleito pra fazê-la no início do mandato. .

  37. FIM da ESTABILIDADE FUNCIONAL e em seguida EXONERAÇÃO TOTAL nessa gente! R$ 1/2 TRILHÃO é muito dinheiro! disse:

    Acabem com a estabilidade! Exonerem essa gente! O Brasil precisa construir escolas, hospitais, pontes, rodovias, precisa de saneamento básico de segurança pública, de energia elétrica... não pode torrar R$ 1/2 TRILHÃO pra pagar esses BARNABÉS que nada produzem em benefício da população!

    1. Concordo plenamente. Precisamos acabar com isso Imediatamente. A Reforma Previdenciária precisa ser Aprovada sem pensar no funcionário público.

    2. Isso mesmo. Exonera essa gente. Num órgão de controle externo, por exemplo, vai ser uma maravilha. Com controle ja costuma passar alguma roubalheira, imagina sem controle.

    3. Você é BURRO DEMAIS. Isso acaba com a estabilidade e manda todo mundo embora. Só que se a corrupção não terminar e a economia não resolver gostaria de ver o suicídio seu de temer e meireles. Tenha colhões e bota teu endereço ai que farei questão de cumprir o prometido. Seu merd@ covarde e vagabundo do PSDB!

  38. Vinícius disse:

    Vale a pena ler: Vale a pena ler: http://www.migalhas.com.br/dePeso/16,MI254519,81042-O+problema+do+peso+do+funcionalismo+no+orcamento+publico+ou+o+sistema Opinião de uma liberal infiltrado no sistema.

  39. Site OsAnarcocapitalistas disse:

    Não foi por isso que o janot fabricou a conversa no jaburu não. Lógicoque não. Ele é um paladino honesto da justiça . Não foi por isso que marco Aurélio atacou o congresso no final do ano passado... atrapalhando a reforma da previdência.

  40. Caio disse:

    Parasitas! Funcionário público ganha muito, não trabalha direito e ainda quer "direitos" vai pra iniciativa privada. Parasitas!

    1. Eu trabalho direito e muito. É trabalho defendendo seu dinheiro. Existe o funcionário público e O funcionário público. Assim como na iniciativa privada. Não generalize.

    2. Vai fazer concurso público e PASSAR, incompetente!! Aposto que é reprovado em todos os concursos, JUMENTO.

    3. Se me devolverem, corrigido, tudo que já paguei a título de previdência, vou para a iniciativa privada. Abro mão de qualquer " direito " de aposentadoria.

  41. Quanta ignorância. disse:

    Se esse número for verdadeiro, uns 200 mil, ou mais, já reúnem requisitos para aposentadoria. A fila de gente requerendo o benefício é grande. Além de esvaziarem o serviço público, vão ter que contratar muito mais gente.

  42. Lucas disse:

    Justiça social tem que começar com fim dos privilégios da pelegada! E quem não estiver satisfeito que vá para a iniciativa privada!

  43. Cícero disse:

    Quem quer primeiro acabar com a corrupção, para depois acabar com os privilégios, na verdade não quer acabar com os privilégios. . Todo mundo sabe que a corrupção não vai acabar nessa década.

  44. Carlos E disse:

    Isso é mentira. O Ministério do Planejamento e a Secretaria da Previdência mentem juntas, pq querem a qualquer custo aprovar essa reforma MAL discutida e rápida demais para um tema tão importante para todas as gerações. O Antagonista poderia tb entrevistar a maior especialista em previdência no Brasil, para emtender o que realmente esta em jogo com essa "forçação de Barra para se aprovar essa reforma.

  45. Tolinhos disse:

    Duvido isso passar bem como a questão das pensões. Muitos parlamentares tem parentes no serviço público. O lobby vem de casa, nem precisa sindicato. É esperar para ver.

    1. Carlos, nunca pensei em fazer concurso público. Não sou vagabundo.

    2. Parasitas são pessoas recalcadas, invejosas e incompetentes que não conseguiram passar num concurso público. INVEJA. Estude!

    3. Parasita é quem não teve competência para passar em um concurso público e é recalcado e invejoso. Estude, incompetente!