Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

O projeto do homem de Lula contra a Lava Jato

O Globo lembra que Wadih Damous (PT-RJ) foi quem apresentou o projeto que proíbe a delação de réus presos e a divulgação de depoimentos colhidos no âmbito de uma colaboração premiada.

“Somente será considerada para fins de homologação judicial a colaboração premiada se o acusado ou indiciado estiver respondendo em liberdade ao processo ou investigação instaurados em seu desfavor.”

Isto significa que acordo de delação com réu preso não teria qualquer validade jurídica.

O Antagonista lembra que Damous, não tendo sido eleito, era o primeiro suplente do PT na Câmara dos Deputados. Só ganhou a vaga de Fabiano Horta porque, a pedido de Lula, na época da CPI da Petrobras, o então prefeito do Rio de Janeiro Eduardo Paes deu ao deputado titular a vaga de Vinícius Assumpção na secretaria municipal de Desenvolvimento Econômico Solidário.

Damous foi posto por Lula na Câmara para atacar a Lava Jato – e continua cumprindo seu papel.

 

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO