Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"O próprio Viagra tem efeito colateral", diz Marcos Rogério na CPI da Covid

Bolsonarista de primeira hora, o senador usa seu tempo para perguntas na CPI da Covid com o objetivo de valer a narrativa do governo
“O próprio Viagra tem efeito colateral”, diz Marcos Rogério na CPI da Covid
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

No mundo paralelo do senador Marcos Rogério (DEM-RO), disfunção erétil é tão grave quanto Covid, efeito colateral de café em excesso é tão ruim quanto uso de medicamentos não indicados para determinada doença e uma médica, mesmo receitando remédio sem eficácia comprovada, deve ser ouvida por ter um currículo extenso.

Bolsonarista de primeira hora, Rogério usa seu tempo para perguntas na CPI da Covid com o objetivo de valer a narrativa do governo de Jair Bolsonaro. Hoje, durante o depoimento de Nise Yamaguchi, não foi diferente.

O senador preferiu ler o currículo da médica a explorar, por exemplo, o fato de Nise ter exaltado um ‘tratamento precoce’ que não combateu a pandemia e ainda fez com que alguns brasileiros fossem para a espera da fila de doação de órgãos, aguardando um fígado compatível.

“Não estamos diante de palpiteira, sem formação na área, nem mesmo de uma profissional médica de especialidade alheia ao tratamento específico”, disse o senador, sobre a médica que comparou o tratamento de Covid ao contra o Câncer.

Leia abaixo algumas pérolas do senador durante sua fala na CPI da Covid:

“Anticoncepcionais e até o próprio Viagra têm efeito colateral”;

“Até o café que a gente toma tem efeitos adversos”;

“Sabemos que imunidade de rebanho é um conceito complexo”.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO