O PSDB do Senado rachou

O PSDB do Senado rachou
Foto: Divulgação/Agência Senado

O PSDB, com sete senadores, caminhava para apoiar Simone Tebet (MDB) à presidência do Senado.

Mas rachou nas últimas horas.

A bancada está reunida nesta terça-feira, mas o anúncio do posicionamento, aguardado para hoje, pode acabar ficando para depois.

Na segunda-feira, Izalci Lucas, que está na liderança do PSDB, disse a este site que a disputa estava “muito equilibrada”. Mara Gabrilli já declarou apoio em Simone.

No fim do ano passado, os tucanos fizeram uma aliança com o Podemos, que, mais cedo, se reuniu e, a despeito de algumas dissidências, decidiu apoiar Simone — o anúncio oficial, porém, ainda não foi feito.

Leia mais: Crusoé expõe o que está na mesa de negociações pela sucessão na Câmara e no Senado, entre elas a liberação bilionária de emendas, oferta de ministérios, promessas de implosão da Lava Jato, entre outras
Mais lidas
  1. Assessor de Mourão procura Congresso: "É bom estarmos preparados"

  2. Governo estima que mortes por Covid cheguem a 2 mil por dia

  3. AGÊNCIA DA ALEMANHA RECOMENDA QUE VACINA DA ASTRAZENECA NÃO SEJA USADA EM MAIORES DE 65 ANOS

  4. Defesa: leite condensado tem "potencial energético"

  5. "Mega epidemia daqui a 60 dias"

Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 40 comentários
TOPO