O PT acabou, Dora

Na sua coluna de hoje, Dora Kramer constata que o PMDB manobra abertamente pela abertura do processo de impeachment e que duas correntes dos PT brigam pelos espólios do partido. A primeira é liderada por Rui Falcão e Aloizio Mercadante; a segunda, por José Eduardo Cardozo e Tarso Genro, que desejam a “refundação” do PT…

Dora Kramer faz ainda uma terceira constatação: que ao partido e a Lula seria muito conveniente ficar na oposição até 2018, a fim de recobrar fôlego

O Antagonista é leitor fiel de Dora Kramer, mas gostaria de chamar a atenção para dois pontos:

a) os personagens das duas correntes do PT não contam com o capital básico de qualquer político: eleitores. Veja-se o exemplo de Tarso Genro, obrigado a mudar-se para o Rio de Janeiro depois de quebrar o Rio Grande do Sul.

b) o PT não vai reconstruir-se na oposição, porque ele quebrou o Brasil, Dilma Rousseff mentiu descaradamente na campanha, a Lava Jato teve um efeito muito mais destruidor do que o mensalão e, não menos importante, Lula pode ir para a cadeia. Hoje, ele já é prisioneiro da sua própria casa e de eventos fechados e protegidos. Só circula livremente no exterior, como lobista.

O PT, para resumir, acabou.

Faça o primeiro comentário