O PT E A DIVISÃO DOS US$ 50 MILHÕES DE ANGOLA

Aos poucos, o esquema criminoso de João Santana vai sendo revelado.

Mais cedo, mostramos que o publicitário entrou em contradição ao dizer que a campanha em Angola custou US$ 50 milhões, enquanto o contrato divulgado por ele mesmo no ano passado indicava o valor de US$ 20 milhões.

Mônica Moura entregou parte do negócio. Ela disse que do valor de US$ 50 milhões, “30 milhões foram por meio de contrato com a Polis Brasil e 20 milhões foram pagos por meio de um contrato de ‘gaveta’, não contabilizado”.

Se a PF apertar mais, Dona Xepa vai acabar revelando que os US$ 20 milhões não contabilizados voltaram ao Brasil para bancar a campanha de Dilma Rousseff.

Faça o primeiro comentário