O PT vai continuar caminhando com o DEM no Senado?

O PT vai continuar caminhando com o DEM no Senado?
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Em meio às negociações para a eleição no Senado, muitas pontas ainda estão soltas. Uma delas é sobre o apoio do PT a Davi Alcolumbre, que  esteve em situação mais confortável para tentar a sua reeleição inconstitucional.

O PT tem apenas seis senadores, apoiou Renan Calheiros no ano passado, mas depois se aproximou de Davi Alcolumbre – recebendo importantes relatorias de projetos e emendas parlamentares.

Em setembro, como registramos, o líder do PT no Senado, Rogério Carvalho, antecipando-se, declarou apoio à reeleição de Alcolumbre. Ele disse: “Se eu tiver a oportunidade de dar um voto em vossa excelência, darei com muito gosto.”

Ocorre que, com o resultado das eleições municipais, o DEM de Davi Alcolumbre ganhou ainda mais força no xadrez político brasileiro, enquanto o PT continuou a minguar.

Na Bahia, por exemplo, do senador petista Jaques Wagner, ACM Neto, presidente nacional do DEM, confirmou sua hegemonia na capital, fazendo seu sucessor já no primeiro turno.

Senadores que acompanham as movimentações nos bastidores, portanto, acreditam que a direção nacional do PT poderá interferir na decisão de apoio do partido na eleição no Senado, no sentido de não contribuir para que o DEM ganhe ainda mais poder nos próximos dois anos.

O Antagonista procurou todos os senadores petistas para conversar sobre o assunto. Somente um deu resposta, por meio de sua assessoria: Paulo Rocha, do Pará, afirmou que apoia a decisão de haver reeleição de Alcolumbre, mas ponderou que não comenta voto para cargos da Mesa Diretora.

Leia mais: Confira um resumo das principais matérias da edição passada e entenda porque você não pode ficar de fora das próximas.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 6 comentários
TOPO