O puxão de orelha da Comissão de Ética

Telegram

A Comissão de Ética da Presidência decidiu hoje aplicar “censura ética” ao ex-ministro Marcos Pereira e ao ex-vice da Caixa Antônio Carlos Ferreira, informa a Folha.

Os dois foram alvo de um processo na comissão que apurava conduta irregular no relacionamento com Joesley Batista.

A punição mais grave que a Comissão de Ética poderia aplicar nesse caso é o afastamento, mas ambos já deixaram seus cargos –Pereira pediu demissão do MDIC, e Ferreira foi afastado da Caixa pelo conselho administrativo do banco.

Segundo o presidente do colegiado, Mauro Menezes, a medida serve só para que no “currículo conste um registro” de que eles feriram a ética como autoridade do Executivo.

Ou seja, um puxão de orelha. E talvez nem muito dolorido.

Comentários

  • Eduardo -

    Peraí, o Zé Dirceu só tem isso? E aí Dr. Moro e a casinha dele em Brasília?

  • "Comissão" -

    Ah, se esse cara da caixa falasse tudo o que sabe!

  • Eduardo -

    Se ambos já saíram dos seus cargos, Antagonistas, não havia muito mais o que fazer. É pena. Mas se a questão é de fazer doer as orelhas de infratores, que tal incitar as comissões de ética da comarca do Rio de Janeiro e do TRT de São Paulo para ver se dão puxões dolorosos no Juiz Marcelo "Sem Teto" Bretas, cuja penúria o força a pedir dois "auxílios-moradia" para poder sobreviver junto com a meritíssima esposa em apartamento próprio na comarca onde ambos exercem, bem como no Juiz Maurício Matchetti pelo uso de linguagem, digamos, pouco ortodoxa em público. Estou certo de que vocês não esmorecerão. Obrigado.

Ler 6 comentários