O quarteto fantástico do STJ

Além de Navarro Dantas e Francisco Falcão, também estão sendo investigados os ministros Benedito Gonçalves e Sebastião Reis.

No mês passado, Reis concedeu habeas corpus ao advogado Sacha Reck, sócio de Guilherme Gonçalves, operador de Paulo Bernardo e Gleisi Hoffmann. Ontem, ele não votou no julgamento de Cachoeira e Cavendish – o empate favoreceu os réus.

O Antagonista defende que integrantes da alta Corte sejam afastados de seus cargos até que tais investigações sejam concluídas.

Faça o primeiro comentário