ACESSE

"O que aconteceu comigo vai acontecer com outros governadores considerados inimigos"

Telegram

Em pronunciamento, Wilson Witzel afirmou há pouco que não foi encontrado dinheiro nem joias no Palácio Laranjeiros, residência oficial do governador do Rio.

Segundo Witzel, a busca e apreensão é, na verdade, um “ato de perseguição política que está se iniciando no país”.

“Todas as irregularidades estão sendo investigadas por determinação minha. A busca e apreensão, além de ser desnecessária, porque o ministro foi induzido ao erro, fantasiosa a construção que se fez, não reflete em absolutamente nada. Não foram encontrados valores, não foram encontradas jóias. Se encontrou, foi apenas a tristeza de um homem e de uma mulher pela violência com que esse ato de perseguição política está se iniciando no nosso país. O que aconteceu comigo vai acontecer com outros governadores considerados inimigos.”

O Antagonista já mostrou que há ao menos três governadores sendo investigados no STJ por contratos suspeitos da Covid-19.

Leia também: Bolsonaro, sobre a PF: "Vou interferir. Ponto final"

Comentários

  • Nando -

    Witzel mandando recado

  • Silvio -

    tomara

  • Jose -

    Ah santa, quer polarizar os roubos

Ler 45 comentários