O que Bolsonaro não explicou sobre os gastos com cartões corporativos

Jair Bolsonaro, no Twitter, disse que o aumento de 24% nos gastos com cartões corporativos da Presidência ocorreu porque neste ano as despesas do presidente e do vice somadas são naturalmente maiores do que os gastos de Michel Temer, que não tinha vice.

O que Bolsonaro não explicou sobre a matéria do Globo, repercutida neste site, é como os gastos de 2019 são maiores também do que no governo Dilma Rousseff, quando o emedebista fazia parte do governo petista.

Segundo o jornal carioca, os gastos com os cartões corporativos da Presidência são os maiores desde 2014. Entre fevereiro e setembro deste ano, Bolsonaro consumiu 62% acima dos R$ 2,8 milhões de 2016 e 26% a mais do que os R$ 3,6 milhões de 2015.

Comentários

  • Rosangela -

    O Antagonista consultou o Portal da Transparência para confirmar os dados ou está apenas reproduzindo notas dos grandes jornais sem checar? Se é para ler O Globo ou a Folha, eu não assinaria O An

  • Marcello -

    Previsível. Mas era isso ou PT. Fazer o que?

  • Rodrigo -

    Antagonista afinal o que você fez aí acima é matéria ou é fofoca? Qual a informação que vocês estão trazendo? Querem dizer que o presidente está roubando?

Ler 131 comentários