“O que falta agora para o PT receber cartão vermelho”

O Estadão publica um editorial intitulado “PSDB cumpre seu papel”, elogiando o fato de o partido ter decidido marchar unido pelo impeachment.

O que mais interessa, contudo, é o último parágrafo do texto:

“O impeachment é um processo essencialmente político e é nesses termos que precisa se viabilizar. O posicionamento oficial do PSDB é um passo à frente a favor da medida. Mas a inteira viabilização política do processo, cumpridos os requisitos mínimos para seu enquadramento legal, depende essencialmente de apoio popular. Foi assim que aconteceu no caso do presidente Collor, que já estava debilitado pela ausência de apoio político-partidário, mas caiu de vez quando os “caras-pintadas” tomaram as ruas em todo o País exigindo sua deposição. É o que falta agora para o PT receber cartão vermelho.”

O Antagonista não se cansa de repetir: é preciso ter povo na rua.

200