Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"O que importa é eles terem dinheiro para se reelegerem em 2022", diz deputado do Novo

Sessão do Congresso em andamento pode aprovar o aumento de R$ 2 bilhões para R$ 5,7 bilhões das verbas públicas destinadas para campanhas políticas
“O que importa é eles terem dinheiro para se reelegerem em 2022”, diz deputado do Novo
Foto: Najara Araújo/Câmara dos Deputados

A pequenina bancada do Novo está tentando obstruir a sessão do Congresso destinada a, entre outras coisas, tratorar a votação do “golpe do fundão”: o aumento de R$ 2 bilhões para R$ 5,7 bilhões das verbas públicas (ou seja, nosso dinheiro) destinadas às campanhas políticas do ano que vem.

“São quase R$ 6 bilhões para campanha, mais os valores que irão para a emenda de relator. É uma vergonha o que o Congresso Nacional está fazendo agora”, disse a O Antagonista o deputado Paulo Ganime, do Novo do Rio de Janeiro.

“Estão passando a seguinte mensagem para população: o povo brasileiro não importa; saúde, segurança e educação não importam; o que importa são os interesses dos políticos; o que importa é eles terem dinheiro para se reelegerem em 2022”, acrescentou.

Você pode pressionar os deputados e os senadores do seu estado. A votação está em andamento neste momento no Congresso.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO