O que Palocci tem a ver com a VTPB?

O Globo conta que, em sua delação premiada, Fernando Baiano reproduziu uma conversa entre seus companheiros de cela João Vaccari Neto e André Vargas.

Eles discutiam uma reportagem sobre uma gráfica fantasma que recebeu 16 milhões de reais da campanha de Dilma Rousseff, em 2014.

16 milhões de reais foi o valor publicado em O Antagonista quando denunciamos a VTPB, em 27 de abril. Mais precisamente, 16.677.616 reais.

Só mais tarde corrigimos a cifra para 22,9 milhões de reais.

A parte mais importante do relato de Fernando Baiano, porém, é aquela que se refere aos responsáveis pelo pagamento.

Segundo João Vaccari Neto e André Vargas, que também tinham gráficas fantasmas em seus esquemas, a VTPB era um assunto de Edinho Silva e Charles Capella, o braço direito de Antonio Palocci.

O TSE tem de mandar a PF conversar outra vez com Fernando Baiano.

Faça o primeiro comentário