Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

O que Teich disse de relevante até agora

O que Teich disse de relevante até agora
Reprodução/TV Senado/YouTube

No depoimento à CPI da Covid agora pela manhã, Nelson Teich reconheceu não ter tido autonomia e liderança indispensáveis ao cargo e que a insistência no uso da cloroquina foi a gota d’água para sua demissão.

Sobre a cloroquina, o ex-ministro ressaltou o risco de uso, por causa dos efeitos colaterais do medicamento, e a inexistência de dados que comprovem qualquer benefício no tratamento da Covid.

Teich reforçou o relato de interferência do presidente Jair Bolsonaro para expandir o uso da cloroquina e a falta de qualificação de Eduardo Pazuello para o cargo de ministro.

Ele também comentou que atuou, no início do desenvolvimento das vacinas por laboratórios internacionais, para tentar trazer o estudo da AstraZeneca para o Brasil, com o objetivo de que o país pudesse ter acesso facilitado ao imunizante.

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO