O renascimento de Luzia

Pesquisadores do Museu Nacional acreditam que Luzia, o fóssil humano mais antigo das Américas, pode “renascer” em 2020, publica O Globo.

A estimativa é que o trabalho de reconstrução da peça mais valiosa do museu começará no segundo semestre de 2019.

Brasil, 2019 — O seu guia para compreender o ano que vai sacudir a nação (e sobreviver a ele) AQUI

Temas relacionados:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Impressionante! esse crânio tem o quê. Diamante! Ouro! entendo o valor histórico, mas não justifica gastar milhões para fazer tal restauração! outras prioridades são tão relevantes como este.

Ler mais 15 comentários
  1. Impressionante! esse crânio tem o quê. Diamante! Ouro! entendo o valor histórico, mas não justifica gastar milhões para fazer tal restauração! outras prioridades são tão relevantes como este.

  2. Concordo, amigo. Ainda mais p/dar $$ nas mãos de quem destruiu o museu. Conheço essa penúria de perto e a APAE está de chorar. o PT destruiu-a, como tudo. Espero que Bolsonaro olhe por ela.

  3. Queima expontânea.. Não…Com certeza o fogo não foi um atentado obra de construtore sempre hávidos pra reconstruir o patrimônio Público. Destroem um acervo da humanidade pra ganharem milhões.

  4. Li errado. Pensei que era “Renascimento de Luiza”. Pensei que Diogo ia falar da Luiza Trajano, a ex-puxa-saco da Dilma e atual bilionária. E não seria bilionária se o Diogo não derrubasse a Dilm

  5. É mais barato, autentico e educativo investir este dinheiro em paleontologia em buscas por outras “Luzias”, em paleontólogos. Sem falsos feitos e fingimentos: A Luzia, estes falsos, queimaram.