O salvo-conduto dos 70 anos

O advogado Estevão Ferreira de Melo, que representa Ramon Hollerbach, ex-sócio de Marcos Valério condenado junto com ele no ‘mensalão tucano’, disse ao G1 que o seu cliente completou 70 anos no dia 13 de junho, o que impossibilitaria sua condenação.

“A única sentença que seria dada era o reconhecimento da prescrição. Ela [a juíza Lucimeire Rocha, da 9ª Vara Criminal de Belo Horizonte] não poderia sentenciar. O Código Penal diz que, se o réu completar 70 anos antes da sentença, o prazo prescricional é contado pela metade”, afirmou o advogado, acrescentando que vai recorrer, pedindo esclarecimentos.

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. Agnaldo Antonio Perez Nogueira disse:

    Então após 70 anos os brasileiros são inimputáveis? Umm.

Ler comentários
  1. Acabe com a IMPUNIDADE disse:

    Se porventura ele sofrer um mal súbito com uma bala no meio da testa, este argumento continua valendo?????

  2. Xeque-Mate disse:

    Quer dizer que existe Lei que acima dos 70 não pode ser preso. `Pode matar, estuprar, humilhar, roubar, Poxa este Paíz é o Jardim do Èden dos corruptos bandidos. Tem um monte de presos acima dos 70, em que libertar, Lei é Lei. Gilmar tá dormindo, fofa.

  3. Almanakut Brasil disse:

    É preciso criar asilos penitenciários, para abrigar tantos idosinhos safados!

  4. Desculpa brega disse:

    Aí, mais uma “desculpa” pra salvar Lula, Dilma, Temer, Jader, Lobão, e outros quadrilheiros!

  5. GAC disse:

    Sentença emitida premeditadamente para ocorrer após a prescrição.

  6. (De) Bapho de pika (para) Eleitor do BundaSuja disse:

    Coisas do Brasil.