"O segundo turno deverá determinar o fim do PT"

Telegram

Almir Pazzianotto comemora o fim do PT:

“Durante 12 anos e alguns meses de regime petista a economia foi desbaratada; a política, aviltada; o País, desindustrializado; o Tesouro Nacional, o BNDES, o Banco do Brasil, a Caixa Econômica Federal, a Petrobrás e os fundos de pensão, saqueados. Torrentes de dinheiro foram canalizadas para apoiar ditaduras africanas e latino-americanas. Não satisfeito, usou e abusou do aparelhamento do Estado para se consolidar no governo, ao qual procura retornar com o propósito de arrebatar definitivamente o poder, como declarou José Dirceu.

O apego ao crime pode ser aferido pelo asilo concedido ao terrorista italiano Cesare Battisti pelo presidente Lula (…).

Bolsonaro conseguirá 'despetizar' a máquina pública? SAIBA MAIS AQUI

O segundo turno deverá determinar o fim do PT como força política, com a derrota do binômio Fernando Haddad-Manuela D’Ávila. Aos brasileiros respeitáveis não restará alternativa senão derrotá-lo, ainda que o remédio a alguns possa parecer amargo.”

Ligado a Franco Montoro e Tancredo Neves, Almir Pazzianotto foi, entre muitas outras coisas, advogado do sindicato de Lula durante a ditadura.

 

Comentários

  • Ryu -

    Não basta matar, temos que enterrar de vez!

  • Mey -

    PT nunca mais PT morreu

  • alberto -

    a sim e apenas para desmascarar mais uma estoria petista foi almir pazianotto , que entregou as chaves do sindicato ao coronel que fez a intervençao no sindicato em 1979, lula ja havia corrido fazia

Ler 89 comentários