ACESSE

"O senhor não sabe com quem está falando, nós vamos voltar", disse integrante do grupo '300 do Brasil' ao bispo de Brasília

Telegram

O Antagonista conversou, com exclusividade, com dom Marcony Vinícius Ferreira, um dos bispos auxiliares de Brasília, que relatou ao governo local ameaças de integrantes do grupo “300 do Brasil”, liderado por Sara Winter, que está presa.

Os relatos, como noticiamos, levaram o governador Ibaneis Rocha (MDB) a fechar a Esplanada dos Ministérios, onde ficam a Catedral e a Cúria Metropolitana. O temor é o de que possa haver algum ataque.

O bispo disse ao site que foi procurado nesta semana pelas forças de segurança do DF para saber se tinha autorizado um acampamento do tal grupo nas proximidades da Catedral.

“Os policiais chegaram, perguntaram se eles tinham autorização. Eu nem sequer sabia daquele acampamento. Mas disse que não tinha dado autorização. Eles, então, me informaram que iriam retirá-los dali, em razão do decreto que impede aglomerações em locais públicos durante a pandemia.”

Logo em seguida, integrantes do grupo entraram na Cúria Metropolitana, a sede administrativa da Igreja, e procuraram pelo bispo, que os recebeu.

“Foram falar comigo, para pedir autorização. Eu disse que não podia, porque eu não iria contra o decreto do governador. Eles se insurgiram, ficaram nervosos. Um deles disse: ‘O senhor não sabe com quem está falando, nós vamos voltar’.”

O religioso, então, decidiu pedir ajuda.

“Eu me senti ameaçado. Liguei para as autoridades e disse que não tinha mais diálogo. Fiquei com medo também de fazerem alguma coisa com a Catedral, com o próprio patrimônio. Infelizmente, o pessoal está com os nervos à flor da pele, sobretudo os mais radicais. Se não se faz a vontade deles, eles reagem. Eu não sou de violência, nunca fui de violência: quem me conhece sabe. Mas sou das coisas certas: o que pode, pode; o que não pode, não pode.”

Dom Marcony é bastante respeitado pelo clero e por fiéis — ele é o primeiro bispo nascido em Brasília. Em março deste ano, o ex-arcebispo, dom Sérgio da Rocha, foi transferido pelo papa Francisco para Salvador. Enquanto a Santa Sé não nomeia um sucessor, Marcony tem tocado as atividades da Igreja local.

Leia mais: A voz livre de Moro: agora ele é colunista exclusivo da 'Crusoé'. Clique e saiba mais

Comentários

  • JOÃO -

    Se fosse acampamento do MST ou qualquer outro grupo de esquerda tenho certeza que o Bispo iria dar a autorização independente da portaria do GDF.

  • Flavio -

    amigao nao é pq vc votou neste PR que vc nao pode pensar sozinho(ter mais opniao propria(vc nao precisa aceitar uma coisa desta que todo mundo esta vendo que esta errado)e vc tem que ajoelhar

  • JOAO -

    Será que vai piorar? E o mal vai prevalecer? O nome so nosso País já está na lama, com posições estúpidas, sem base cientifica ou legal. Parecem que são contra a razão! Égua!!!!

Ler 155 comentários