O silêncio da PGR sobre Maia

Há quase dois anos, Rodrigo Maia foi acusado pela Polícia Federal de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

A Procuradoria-Geral da República até agora não apresentou acusação formal contra o presidente da Câmara nem encerrou o caso.

À Folha, a PGR afirmou que a investigação “não ficou parada” e que “a análise dos autos revelou a necessidade de complemento de diligências apuratórias, o que foi feito diretamente pelo órgão”.

“Por uma questão de estratégia de investigação, aguardou-se a disponibilização de elementos de corroboração que apenas recentemente foram disponibilizados. O inquérito continua em análise e, tão logo haja uma decisão, as providências cabíveis serão adotadas pela PGR.”

O último golpe de Eunício Oliveira. No seu bolso. Leia mais

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 30 comentários
  1. Por falar em silêncio, em que fase está o processo contra Fernando Pimentel, Marco Antônio Rezende e Paulo Moura Ramos? Sobre esse último a Receita Federal poderia dar uma olhada no patrimônio

  2. Como faz falta um “MORO”que em 2 anos e pouco processou, julgou, condenou e colocou na cadeia o Barba e dezenas de outros corruptos. O nome disso é NÃO CONIVÊNCIA COM BANDIDOS !

    1. Eu ia escrever isso. vão segurar até ele virar Presidente da Câmara e ai não se faz mais nada, Foro Privilegiado.

  3. Primeiro de tudo, a por só trabalha a quem lhe convir… segundo, maia quer ser presidente justamente pra ganhar privilégios na hora da acusação…. culpado são os cariocas que elegeram esse ximb

    1. Pois é, depois do ABSURDO de ouvirmos um presidente (Temer) mancomunado c/ corruptos (Esley’s e Cunha), pena q não foi deposto! Se Maia houvesse assumido, tentaria reeleição e perderia!