O SMS de Lula

Jonas Suassuna, sócio de Lulinha e dono do sítio em Atibaia, ganhou um contrato que gerou prejuízo milionário à prefeitura do Rio de Janeiro, segundo auditoria feita pelo Tribunal de Contas do Município.

Diz a Folha de S. Paulo:

“O município pagou R$ 0,39 por SMSs enviados a usuários da Central 1746 –serviço de queixas da prefeitura–, enquanto havia outro acordo pelo mesmo serviço, que custava R$ 0,05 por mensagem.

O contrato foi fechado em 2011 entre a Secretaria Municipal da Casa Civil e a Oi, que subcontratou a Gol Mobile, de Suassuna, para executar todo o serviço. Planilhas das duas empresas indicam que a firma do empresário recebeu 51,3% do total pago pelo município e 76% do líquido recebido pela Oi –após o desconto de impostos.”

Temas relacionados:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 24 comentários
  1. ESSES MARGINAIS, ATUARAM EM TIDOS OS SEGMENTOS ONDE PUDESSEM
    FATURAR !!!
    SEMPRE, COM A CONIVÊNCIA DA DESCLASSIFICADA CLASSE POLÍTICA E
    A LENIÊNCIA DO “PODER” JUDICIÁRIO !!!
    NOSSO PAÍS PRECISA TER IMEDIADAMENTE UM GOVERNO HONESTO,
    DURO, RESPONSÁVEL E SOBRETUDO PATRIÓTA !!!

  2. Telefonia celular é o meio mais simples, direto e sem chance do usuário ter retorno das cobranças indevidas. Cansei de colocar créditos e eles simplesmente sumirem. Mandam mensagens de madrugada e qualquer tecla que se aperte > concorda < música, horóscopo, religião, . ..

  3. Alguém por acaso já notou a quantidade de empresas e empresários ESPANHÓIS metidos em falcatruas no Brasil na era PT???? Oxiii tá na cara isso gente Grupo Casino é dirigido por um espanhol vivo, claro, oi Santander etc etc é tudo espanhol

  4. Povo é roubado quando se queixa, quando paga impostos, quando vota, . . . , ou seja de todos as formas e de todas as maneiras. Esquema é monstruoso em todo o Brasil, e sem possibilidade alguma de mudar.
    Muda-se as pessoas mas o esquema não.

  5. Ou seja, Lula assaltava os cariocas enquantoEduardo Paes dava cobertura… O problema é que não estou certo se o eleitor do RJ não vai continuar se ajoelhando perante esses dois lixos…

  6. Será que vai acabar se revelando que aconteceu na Oi o mesmo que na Petrobras ? Á Oi está quebrando. E não faz sentido uma empresa de Telecomunicações quebrar, pois ela cobrava a mesma faixa de preço das outras. Oantagonista podia aprofundar está pesquisa…

    1. Eu, infelizmente, cheguei a ser cliente da OI e naquela época a empresa era a que tinha os preços mais altos do mercado, principalmente o plano pré-pago… eu usava somente em caso de extrema necessidade pq senão era humanamente impossível manter aquilo… agora já sabemos o pq…

  7. Infelizmente qualquer fato/furto/falcatrua/ato corrupto não prenderá Lula! Esse país já era, quando a JUSTIÇA tem lado e protege o maior Bandido da nação “RESTARIA” ao povo dar a lição nesse cafajeste nas URNAS, essas serviriam pelo menos de consolo para os honestos mas, pelo jeito esse DESGRAÇADO vai se candidatar e chegar ao segundo Turno e Deus nos livre ganhar o primeiro turno!!! Não vejo Luz no Fim do Túnel …..

    1. Sentenciá-lo é uma coisa, prendê-lo é outra. Enquanto solto ele ainda amealha 18-20% de votos. Imundo.

    1. Liberalismo econômico é a melhor solução para o Brasil. Sim porque, seja lá o que for que der errado com o governo, eles daí não desviam tanto. E a economia anda melhor. Imagina só, a esquerda prega mais impostos. Isso é só pra você dar um montão de dinheiro para o governo e depois ele dar de volta em serviços de educação, saúde, etc. Ora, com poucos impostos, cada um que economize e invista aonde achar melhor (plano de saúde, escola, etc). E açúcar, leite, feijão, farinha, essas coisas tem um monte de impostos. O imposto sendo zerado nessas coisas iria tirar um monte de gente da miséria.

  8. Tem q estressar os negócios do Suaasuna, laranja da família LULA, que se chega facilmente a alma mais honesta do Brasil. O sitio e o triplex sao cafe pequeno perto dos milhões roubados através dos contratos das empresas do Suassuna e do Lulinha.