O sonambulismo de Haddad

Demétrio Magnoli declarou voto em Fernando Haddad. Agora se sente ludibriado.

Leia um trecho de sua coluna:

“Haddad parecia a muitos, inclusive a mim, um potencial deflagrador da ‘refundação’ do PT. Engano. Sua entrevista à Folha de S. Paulo prova que o discurso esboçado no segundo turno era teatro eleitoral.

O candidato, que engoliu a narrativa do ‘golpe do impeachment’ por exatas três semanas, retorna como sonâmbulo ao aposento de sempre, recoloca a máscara de Lula e se exibe como líder do PT de Gleisi, Lindbergh et caterva.

Lula ‘teria ganhado a eleição’, afirma o profeta Haddad, desafiando as evidências disponíveis (…).

A mistura fina de triunfalismo e vitimismo tem utilidade: serve para lacrar a direção lulista numa redoma higienizada, salvando-a da crítica de suas próprias bases.”

Comentários

  • Erika -

    Para desespero do eleitor, só havia um candidato em 2018 para presidente: Bolsonaro. "Haddad é Lula, Lula é Haddad." E os demais eram uma ficção.

  • Carlos -

    Demétrio é lixo. Tem que ser ou burro ou safado para declarar voto em Haddad. Este idiota não viu o que aconteceu no país. PQP!!!!

  • OBSERVADOR -

    Demétrio está preocupado em agradar aos poderos da Globo e seus cupinchas das Universidades, então declarou voto no Haddad. Agora quer parecer correto e vem com coversa mole. Não me engana não!

Ler 183 comentários